Posted in Mais

Tire o inglês da sua lista de pendências!

13_03_11-logo
Criado por

Quem já se prometeu que iria aprender inglês, levante a mão  aí!
Quem começou algum curso de inglês, em algum momento da vida, e desistiu, levante a mão aí!
Quem fala que não tem tempo para estudar inglês, levante a mão aí!

Pois é, você não está sozinho nesta!
Todos querem aprender, mas por diferentes razões, não conseguem concluir!
Então a dica de hoje é pra você que quer aprender ou simplesmente manter contato com o idioma.

Apresento a vocês um curso de inglês, criado por mim, e oferecido pela empresa que trabalho; o curso se chama Let’s Speak!

Não é um curso convencional!
São drops semanais, então é perfeito para todos os níveis pois não segue uma sequência.
Toda sexta-feira saem conteúdos novos: dicas, curiosidades, desafios, vocabulário específico e até entrevistas.

Para ter acesso é só se inscrever no portal TrendCursos.
Então clique aqui e cadastre-se!

trendcursos.png

Juro que não estou sendo paga, apenas quis compartilhar com vocês porque sei de muita gente que não tem condições de pagar um curso ou que tem medo de começar e não conseguir acompanhar.

O Let’s Speak é de graça e você pode acessar no seu celular, tablet ou computador. Em qualquer lugar que tenha internet!

Então suas desculpas acabaram!!

O que você achou?

 

 

Posted in Mais

A verdade por trás do porquê procrastinamos.

slacking

É irônico, mas eu estou procrastinando neste exato minuto. Eu deveria estar revisando alguns resultados de pesquisa para uma série de discursos de liderança que eu fechei com uma grande empresa de energia. Mas ao invés disso eu estou escrevendo este artigo.

Não é que não há motivação. O cliente está pagando uma quantia significativa de dinheiro para eu entregar três palestras em três dias; então, eu deveria estar dando pulinhos de alegria e ansiedade e mergulhar de cabeça. Mas, coitado de mim, escrever o material a tempo e produtividade é mais fácil e mais divertido para mim do que gastar metade do dia fuçando o google escolar, lendo materiais acadêmicos secos, e criando novos slides convincentes.  Além do mais, eu sempre poderei retomar amanhã, certo?

Procrastinação é o hábito de colocar de lado tarefas menos importantes e menos prazerosas, fazendo algo que é mais fácil ou mais prazeroso. Email, twitter, facebook, comida e Neflix são os melhores amigos dos procrastinadores.

Por que nós procrastinamos?

Para combater a procrastinação de uma vez por todas, você precisa entender. Então, por que nós procrastinamos? Há várias razões que vêm à mente, tais como:

– Excesso de confiança

– Não saber por onde começar

– O sentimento de que uma tarefa não é importante (ou que, pelo menos, não nos preocupamos tanto)

– Preguiça

Mas estas razões são realmente precisas? Como mencionado, estou procrastinando agora mesmo – mas não é por excesso de confiança. Apesar de dar palestras centenas de vezes, eu sei que tenho que preparar bem para conseguir entregar. Como eu não sou novato em palestrar, também sei exatamente como e quando eu preciso começar. O salário decente que estou recebendo faz isto ser muito importante pra mim. Eu estou somente sendo preguiçoso? Não diria isto. Na verdade, estou cumprindo mais trabalhos neste meio tempo.

Não, você não procrastina porque é preguiçoso, ou pelas outras razões citadas acima. Você procrastina porque:

– Te falta motivação e/ou;

– Você subestima o poder das emoções do momento presente versus emoções futuras quando estabelece seus objetivos ou faz sua lista de tarefas.

Pessoas costumam procrastinar por uma variedade de razões. Você pode procrastinar deixando de lado aquele relatório da escola, ou fazendo aquelas ligações frias, ou demitindo alguém que obviamente precisa ir, ou limpando a garagem.

Mas e se você pudesse antecipar suas emoções futuras? E se você pudesse sentir a dor agora de estar às três da manhã trabalhando naquele relatório, ao invés de depois? Ou, e se você pudesse sentir como é encarar alguém reclamando sobre uma pessoa tóxica agora, ao invés de no próximo mês?

Se você conseguir conectar seu eu de hoje com seu eu do futuro você reuniria a motivação que você precisa para cumprir a tarefa agora e não depois.

Os psicólogos Neil Lewis da Universidade de Michigan e Daphna Oyserman da Universidade do Sul da Califórnia tentaram provar isto em um estudo recente publicado em Ciências Psicológicas. Eles descobriram que se pessoas consideram-se longe dos eventos na perspectiva de dias ao invés de meses ou anos, eles agem mais rapidamente.

Por exemplo, pessoas testadas viram um evento como o casamento de um amigo como “16.3 dias mais próximo quando considerado em dias do que em meses e 11.4 meses mais próximo quando considerado em meses ao invés de anos”. Em outro teste, participantes foram instruídos a imaginar que tinham um recém- nascido. Metade dos participantes deveriam considerar que seus “filhos” entrariam na faculdade em 18 anos, a outra metade em 6.570 dias. Claro, esta era a mesma quantidade de tempo. Mas, a forma que eles contavam o tempo influenciaria em quando eles começariam a guardar dinheiro?

De forma interessante, os “pais” que olharam em uma perspectivas de dias planejaram começar a salvar quatro vezes mais cedo que os pais que planejaram na perspectiva de anos.

Este experimento ilustrou uma lição preciosa: A procrastinação pode ser superada encontrando uma forma de conectar seu eu futuro com agora.

No caso do experimento, participantes mudaram a forma como eles viram o tempo pensando em termos de dias ao invés de anos. Você pode usar o mesmo método: O prazo para seu projeto não é de dois meses, é em menos de 60 dias. Mas espere! Você não está planejando em semanas úteis. E você tem dois dias por semana que são preenchidos com reuniões. Isto significa que você tem 28 dias restantes.

Se você está tentado a procrastinar, encontre uma forma de visualizar seu eu futuro. Foque na dor advinda de colocar as coisas de lado, contrastada com o alívio de ter completado a tarefa.

Se você consegue fazer isto de forma bem-sucedida, seu eu futuro te agradecerá.

Traduzido deste link: http://www.forbes.com/sites/kevinkruse/2016/02/23/the-truth-behind-why-we-procrastinate/2/#7a4771d86c54

Posted in Reflexões

O que te diferencia dos demais.

diferenca
Fonte

O que te diferencia dos demais é a forma diferente como você age nas mesmas situações que outros.
Você pode revidar e reagir ou você pode refletir e abster.

Certas coisas não fazem sentindo nenhum pra nós, até que acontecimentos futuros nos mostram, como numa escola, que tudo que aconteceu realmente deveria ter acontecido.
Alguns conseguem aprender estas lições e outros  não. Vivem a duras penas sofrendo por algo que não precisariam.

O egoísmo também te diferencia dos demais.
Existem pessoas que tem o coração mais aberto. E não me refiro somente a bens materiais, mas a outros bens.
Tem gente que não tem problema nenhum em dar dinheiro pra quem precisa, mas não consegue pensar no outro na hora de fazer suas escolhas ou não compartilha do seu tempo, mas sempre exige do tempo dos outros quando precisa.

Viver em comunidade é um desafio.
Fazemos parte de uma grande comunidade. Estamos todo o tempo convivendo e trocando experiências.
Quando você dá seu assento à quem precisa, você está demonstrando que sabe viver em comunidade, quando você diz bom dia, quando você dá licença, quando você desvia na calçada você se diferencia dos demais.

Ser igual nos dias de hoje é, infelizmente, reproduzir erros e mais erros e reclamar que nada muda.
Ser igual é reclamar dos erros que todos cometem sem refletir que se TODOS cometem, é porque precisamos de pessoas que não os cometam.

Você tem condições de se diferenciar, de agir com gentileza e inteligência.
Você tem condições de ser diferente ainda que isto não te traga lucros ou benefícios.
Você tem condições de fazer o que é certo mesmo que ninguém reconheça ou que achem que você é muito certinho.

Faça por você, faça porque sabe que você é diferente dos demais.

Posted in Produtividade

Observe sua rotina e faça as escolhas certas.

choice

Última semana útil do mês de fevereiro.
Não sei pra vocês, mas pra mim o mês de fevereiro pareceu mais longo que janeiro!rs
Fiz menos do que esperava e isto me deixa bem triste.

Pra você que não me segue no youtube ou que começou a me seguir há pouco tempo, eu moro em Santos e trabalho em São Paulo. Acordo às 5 da manhã e vou dormir por volta de meia-noite.
Até aí não seria um problema, pois em São Paulo eu fazia a mesma coisa, mas desta vez, não é por opção, é por obrigação.

Antes eu acordava às 5h para malhar, fazer minha devocional, tomar café com calma e começar bem meu dia. Hoje eu acordo às 5h para me arrumar, tomar um iogurte rapidamente ou comer uma fruta, me arrumar e sair para pegar o ônibus.

Antes eu dormia por volta de meia noite porque chegava em casa lia meus livros (eu lia cerca de 3 livros por mês), editava vídeos, assistia vídeos dos canais que sigo no youtube e tinha a opção de fazer “nada” em alguns dias.
Eu também tinha os dias de semana para sair, fazer coisas que gosto ou chamar amigos para comer alguma coisa em casa.

Hoje, em alguns dias vou pra academia e em outros dias não, mas já chego pra dormir.
Não tenho tempo para editar vídeos durante a semana, o que acaba sobrecarregando meus fins de semana, me deixando pouco tempo para efetivamente descansar, também não estou conseguindo ler livros como gostaria (mal consigo terminar 1 por mês).

Enfim, se você me perguntar se estou satisfeita com minha rotina, digo que não.
Não me sinto produtiva e isto me deixa extremamente triste.
Mas como sempre precisamos ver o lado bom, talvez eu te ajude a ver o lado bom do seu dia também.

Sei que muita gente tem o dia puxado assim como o meu, não pelos mesmos motivos, mas porque trabalha e estuda ou trabalha em dois lugares diferentes.
Este momento é o ideal para aprendermos a fazer escolhas.

Como o tempo é escasso não costumo mais pensar no que quero fazer,  mas no que preciso fazer. E isto faz muita diferença.
Tenho só uma hora desde que chego até dormir: quero ler um livro, mas preciso tomar banho, comer alguma coisa, arrumar minhas roupas que vou usar no dia seguinte, se vou para a academia no dia seguinte preciso arrumar a mochila (porque vou direto do trabalho, desço no meio do caminho e depois vou pra casa). Também preciso checar se o vídeo foi ao ar, leio os comentários pra ver as primeiras impressões e saber se vocês gostaram, nisso já se passaram uns 45 minutos, mais ou menos, então eu estou mais cansada, pego o livro, leio 1 capítulo e durmo.

Nos fins de semana eu me questiono: descanso ou escrevo os posts da semana? Assisto um filme que está passando na TV ou gravo os vídeos? Durmo mais cedo ou termino de editar todos os vídeos? Enfim, são escolhas que eu faço baseado naquilo que é mais importante pra mim.

Não reclamo pelo tempo que não tenho, mas filtro o que precisa ser feito no tempo que me sobra.
Se você também tem a rotina apertada não dê desculpas, escolha certo. Escolha melhor.

Posted in Finanças Pessoais

Ah se eu tivesse poupado desde jovem…

cover_s0
Fonte

Ouvi esta frase recentemente e me lembrei de quando também pensei nisso.
Comecei a trabalhar com 16/17 anos. Na época eu morava com a minha mãe e ganhava cerca de R$650,00. Com este valor eu ajudava em casa com a conta de luz (R$100,00), TV a cabo (R$75,00 – como era barato, né?!) e pagava meu curso de Técnico em Hotelaria (+-R$300,00). O que sobrava eu “gastava em bala”. rsrs

Minha mãe sempre foi muito preocupada e muito consciente financeiramente falando. Ela sempre nos sustentou e fez de tudo para que tivéssemos tudo do bom e do melhor.
Sempre nos mostrava a importância do dinheiro.

Tivemos ótimas oportunidades na nossa vida porque minha mãe correu atrás e ela sempre nos incentivou a corrermos atrás dos nossos próprios sonhos através do esforço e de muito estudo. Ela sempre nos incentivou a estudarmos, lermos e aprendermos.

De lá pra cá trabalhei em 5 empresas e já cheguei a pensar nisso: “Ah, se eu tivesse guardado dinheiro desde meu primeiro emprego, pensando em longo prazo…”
Acontece que quando somos mais novos, acabamos pensando só no hoje e não entendemos porque devemos guardar se nem sabemos se estaremos vivos até tantos anos mais, não é mesmo?

É importante se arrepender porque é sinal que entendemos nosso erro e estamos dispostos a mudar de atitude. Mas já foi. Agora é olhar pra frente!

Muita gente me fala que não consegue juntar nada, mas a questão principal é que se de todos os seus gastos você não consegue separar é só pensar em deixar de gastar. E se você não consegue deixar de gastar, nem por uma preocupação sua, com seu futuro ou com seus sonhos, então – não encare como uma bronca, só um leve puxão de orelhas – não tem o que eu possa fazer por você.

Eu ainda não entendo muito bem sobre investimento, mas pelo visto o tesouro direto está na moda. Existem canais que explicam muito bem. Melhor do que eu explicaria. O canal Me Poupe! é um.
Descubra qual perfil de investimento se aplica à sua necessidade e comece!

Você pode começar com R$30,00 mensais no mínimo (no tesouro direto) ou se você tem uma quantia maior, pode deixar rendendo por “X” anos.

Existem várias possibilidades!
Juro que estou tentando entender melhor pra poder gravar uns vídeos sobre isto, assim que me sentir segura falo com vocês no canal! (Já aproveite e se inscreva!)

Fiz um vídeo muito bacana onde faço um desafio financeiro com regrinhas completamente possíveis. Assista!

Lembre sempre que poupar exige esforço, foco e disciplin

Posted in Produtividade

Foco no trabalho ou foco na carreira?

carreira-1
Fonte

Este ano de 2017 será marcado pra mim como o ano de decisões, e como você já deve ter visto lá no youtube, a minha palavra de ordem do ano é FOCO. Não é à toa que, em meio a tantas decisões, eu preciso saber exatamente o que quero para decidir sabiamente, rumo aos meus objetivos.

O que eu mais quero é ser feliz fazendo o que gosto  e levar uma vida financeira estável e confortável como uma das recompensas.
E para isto me questiono todo o tempo quão perto estou do que desejo pra minha vida profissional.

Numa destas horas em que parei para pensar me questionei o que acabou virando o tema deste post: Foco no trabalho ou foco na carreira?
Em uma das decisões que tenho que tomar, isto fez sentido pra mim.
Foi algo que uma colega de trabalho me falou algumas vezes, mas que eu não conseguia entender. De repente, a ficha caiu.

Às vezes ficamos tão inebriados pelas oportunidades incríveis que aparecem em nossas vidas que acabamos tirando os olhos do que realmente queremos fazer. Nem sempre o que você está fazendo É o que você quer, mas está relacionado ao plano maior.
Deu pra entender?

Focar no trabalho é manter seus olhos, seu esforço, seu tempo, suas energias exatamente na sua função, na sua profissão. Focar na carreira é ter o olhar macro, como se você estivesse olhando de cima e tivesse uma visão do todo. Não necessariamente sua função é a ideal ou satisfatória, mas é um passo para aquilo que realmente deseja.

Quando focamos no nosso trabalho corremos o risco de nos desmotivarmos, principalmente porque quando você chega ao máximo que poderia a tendência é se perguntar: “E agora? Vou fazer exatamente isto para o resto da minha vida?”
Para quem gosta de desafios, isto pode ser extremamente destruidor.

Quando focamos na carreira, sempre temos algo para aprender e passos parar dar.
Sabemos que por mais que estejamos em uma função limitada, podemos buscar novos desafios aprendendo mais ou até mesmo alçando vôos mais altos em outros lugares.

Foque no que é grande, no que é crescente, no que te dá mais oportunidades e no que vai te motivar a crescer: sua carreira.
Ainda que demitido sua carreira não acaba, apenas seu trabalho. Ainda que não receba o reconhecimento merecido sua carreira não fica escondida, apenas sua função. Ainda que não te olhem com o olhar que você gostaria, quem não te olha é seu gestor ou sua empresa (trabalho), mas o mercado (carreira) continua acontecendo e abrindo oportunidades.

Mantenha seu foco no que vale a pena e no que perdura!

Sucesso!

Posted in Mais, Produtividade

Por que livros são os melhores amigos dos grandes líderes.

1466397980
Fonte

Há muitas características associadas aos líderes. Gerenciamento, confiança, construção de equipe e por que não? Mas, a característica que nós esquecemos é que todos eles são bons leitores. Fale sobre qualquer um dos líderes inspiradores, seja do presente ou do passado, e você perceberá que todos eles têm o hábito da leitura.

De Winston Churchill a Steve Jobs, eles todos foram grandes leitores. De fato, Steve Jobs tinha um amor especial pelo poeta galês Dylan Thomas. Mas, o que é isto que faz ler uma atividade tão impactante para inspirar grandes líderes?

Ou, em outras palavras – por que você deveria inculcar este hábito se você quer tornar-se um grande líder? Bem, aqui estão algumas razões:

Ler, leva a aprender:
Uma das coisas que é comum entre todos os líderes poderosos é que eles nunca param de aprender. E, ler é um jeito ótimo de aprender coisas novas. De fato, você não consegue sempre gastar tempo fazendo aulas para aprender algo novo. Mas, você consegue sempre passar algumas horas, aqui e ali, para ler um livro sobre este tópico e aprender o básico.
Este é o porquê grandes líderes estão sempre encontrados imersos em livros sempre que eles têm tempo livre. Até porque, há uma razão porque eles dizem “Livros são sempre os melhores amigos de um homem”.

Ler inspira inovação:
Nós não conseguimos experienciar tudo na vida. Este é o porquê é imperativo aprender com outros. Grandes líderes tem esta tendência para com os livros porque eles os inspiram a aprender com as experiências de outros. Livros são um meio através do qual o escritor dá forma aos seus sonhos. Estes sonhos podem colocar os degraus de algo inovador, os quais são difíceis de pensar em um mundo ideal.
É onde as sementes da inovação são semeadas. E, este é o porquê de grandes líderes não deixarem a oportunidade de ler passar sempre que podem.

Ler traz novas perspectivas na sua forma de pensar:
Um bom líder tem de ser bom com pessoas, de outra forma ele não se tornará um bom líder. Livros ajudam bons líderes a tornarem-se grandes inculcando uma nova perspectiva no pensar. Quando você lê um livro, você está lendo como uma pessoa em particular pensa ou percebe uma situação em particular. E como ele/ela reagiria a isto.
De certa forma, isto te ajuda a quebrar o molde do seu pensamento pessoal. Isto traz uma nova perspectiva que te ajudará a atender porque uma pessoa reage ou se comporta , como ele/ela faz em uma situação.
E, isto pode ser de grande ajuda a um líder. Até porque, um bom líder colocar suas tropas para marchar de uma forma que todos se sintam importante.

Ler te leva para longe de tudo:
Em um mundo ideal, é impossível ir para longe de tudo. Mas, as vezes você precisa ir em direção àquele mundo de falácias para vier seus sonhos e inspirar sua criatividade.
Livros são o meio perfeito de alcançar isto. Livros podem ser o recurso perfeito para fazer uma pausa sem ter que nem sequer se mudar.
Além disto, o hábito da leitura também aumenta sua concentração. Você teria notado que aqueles leitores ávidos são geralmente encontrados perdidos neste mundo. Com uma concentração melhor você consegue eventualmente voltar ao trabalho com foco melhor, e alcançar mais.

Ler é o melhor desestressador.
Ninguém consegue negar o fato que ser líder é um trabalho estressante. Você precisa tomar decisões, trabalhar com várias pessoas e ter certeza de que tudo e todos estão em harmonia. Este estresse de gerenciar e lidar com tantas coisas podem levar a um pesado pedágio às pessoas. Mas, livros podem ser os melhores desestressores para alguém que está passando por esta situação. E, a melhor parte é que você pode também aprender coisas novas com qualquer livro que leia.Grandes líderes sempre se mantém acompanhados de bons livros para ler então no fim do dia eles conseguem se livrar de todos os estresses, lendo.

Estes são alguns dos hábitos que eu tenho gerenciado para adicionar ao meu repertório depois que comecei a ler mais. E, isto tem me ajudado a me tornar um líder melhor e um gerente melhor. Se você também quer se tornar melhor como líder, e uma pessoa em geral, então estas dicas podem de ser de grande ajuda. Tente e veja como elas funcionarão bem pra você!

Traduzido deste link: https://www.linkedin.com/pulse/why-books-best-friend-great-leaders-vartika-kashyap?trk=hp-feed-article-title-channel-add

Posted in Finanças Pessoais, Youtube

3 Vídeos com dicas sobre Finanças Pessoais.

finanças-pessoais-site.jpg
Fonte

Eu gosto muito de pesquisar sobre Finanças pessoais. Vocês sabem que não sou especialista no assunto e que o que compartilho com vocês são dicas de acordo com o que já ouvi ou vivi. Então pesquiso sempre para poder aprender coisas novas e também para me animar a manter o foco e continuar cuidando com carinho da minha vida financeira.

Então hoje resolvi compartilhar com vocês alguns vídeos sobre o assunto.

O primeiro é de uma especialista no assunto, que tenho certeza que vocês já conhecem. Mas quero destacar este vídeo para aqueles que têm algumas dúvidas sobre o tesouro direto.

Me poupe – Nathalia Arcuri

 

O próximo não é de um canal de finanças, mas o vídeo especificamente é e fala de um livro que comecei a ler e parei (vergonhaaaa). Bem, as dicas são interessantes e gosto quando a pessoa compartilha experiências de vida porque ajudam a tornar o assunto mais próximo.

Chata de Galocha – Lu Ferreira

 

O último, mas não menos importante é de um canal que segui há muito tempo atrás, mas com o tempo perdi o contato. Ela fala bastante sobre finanças focadas para quem quer morar sozinho ou já mora. Este é um vídeo curto, mas esclarecedor.

Morando sozinha – Fran guarnieri

 

E aí? Gostou dos vídeos?
E se quiser, dê uma olha nos canais para conhecer melhor. Quem sabe não gosta de outros conteúdos também!

Boa semana! 😉

Posted in Produtividade

Como manter o foco e ser mais produtivo no seu dia.

Entenda-os-benefícios-de-ferramentas-de-gestão-para-o-direcionamento-à-produtividade-1.jpg
Fonte

Se tem uma coisa que tenho desenvolvido com  o passar do tempo é ter foco.
Mas nem sempre foi assim.
Eu sempre tive objetivos, mas não os alcançava porque me perdia entre um passo e outro. E objetivo e foco não são a mesma coisa.
Eu posso saber onde quero ir, mas não seguir o caminho que preciso para chegar.
Já falei sobre isto em um vídeo, deixo aqui caso queira assistir:

 

Bem, temos que ter foco numa visão macro: projetos a longo prazo, planejamento, missão de vida, etc.
Mas também precisamos ter foco numa forma micro: rotina, tarefas do dia a dia, decisões.
No post de hoje vou falar sobre a visão micro.

Vou começar falando do básico: Distrações. Não tem tarefa que seja concluída se a todo momento você se deixa interromper por distrações. Repare que escrevi “se deixar interromper”, porque nós colaboramos muito para nosso insucesso, isto se chama “auto-sabotagem”.

Já que você já sabe disto, jogue seu celular na ilha do esquecimento.
Sim! Não basta colocar no modo vibra, coloque no modo avião. E se você é do tipo dedinho nervoso não basta colocar no modo avião, coloque dentro da sua bolsa e esqueça que ele existe!

Mas, Joyce, e se alguém me mandar alguma mensagem urgente?
Sério? Sério que você vai vir com este golpe pra cima de mim? Poi então eu tenho a resposta: estipule horários para acessá-lo!
Eu estava com dificuldade para colocar meu celular na ilha do esquecimento porque, como tenho o Dica pra Hoje, gosto de acessar de tempos em tempos pra acompanhar os comentários e as visualizações nas minhas redes sociais, até reparar que eu entrava de cinco em cinco minutos pra ver coisas que já tinha visto. Simplesmente pelo hábito. Agora já tenho a solução! Estipulei de acordo com minha rotina. Acesso antes de entrar no trabalho, no meu intervalo da manhã, no meu horário de almoço, no meu intervalo da tarde e depois que saio do trabalho. Lembrando que os intervalos da manhã e da tarde nem são tão necessários. Com o tempo vou cortá-los.

Problema do celular resolvido, agora vamos às distrações sonoras.
Nem sempre podemos ir para um lugar silencioso para trabalhar ou fazer nossas tarefas em casa ou em lugares públicos, então tenha uma playlist que te ajude.
Eu encontrei uma playlist tanto no deezer quanto no spotify que me ajudam muito. Eu busquei por “concentração”, vieram algumas e eu escolhi a que mais me agradou. As ideais são as instrumentais porque se forem cantadas, ao invés de te concentrarem vão te distrair mais ainda e quando menos perceber você está segurando a caneta como um microfone! rs

A mais temida também ajuda – e muito – a manter o foco: tenha uma lista de tarefas.
Uma lista de tarefas bem feita não só te ajuda a saber o que você vai fazer, como quanto tempo vai precisar, de acordo com a complexidade de cada item.
Como você já tem na sua agenda seus compromissos e a sua lista de tarefas, é só escolher de acordo com as prioridades. Não comece fazendo algo desimportante que poderia ser deixado pra depois em detrimento de algo que você precisa fazer com mais urgência, nem que seja pra que fique em paz!
A lista te dá um norte! Você só perde o rumo se quiser.

E para os “intensos” de plantão, a última dica é vá com calma.
Já era esta ideia de que você precisa ficar o dia inteiro fazendo a mesma tarefa.
É importante que você comece e termine, mas para isto, não quer dizer que precisa ficar o dia inteiro direto. Faça intervalos: vá ao banheiro, tome um banho, coma alguma coisa, acesse suas redes sociais rapidamente e então estará pronto para voltar à tarefa.
Se você ficar horas e horas fazendo a mesma coisa, pode acontecer de cair no automático e descobrir que passou metade – ou mais – do tempo fazendo nada…só achando que estava fazendo. Acontece muito!
Algumas vezes realmente nos empolgamos e quando percebemos o tempo voou. Não tem problema. São casos específicos e esporádicos, ok?!

Pronto para ter mais foco no seu dia?
Suas tarefas podem ser realizadas com sucesso e qualidade, só depende de você!

Posted in Reflexões

Diferença entre inspirar-se e copiar.

como-se-inspirar-1
Fonte

Eu falo bastante aqui no Dica a respeito de sermos sempre nossa melhor versão e também falo da importância de termos alguém para nos inspirar.
Porém percebo que existe uma certa dificuldade pois as pessoas tendem a olhar para alguém que admiram e querem ser como aquela pessoa: aparência, estilo, comportamento, voz, tipo de vida, rotina, etc. E então acabam perdendo sua essência e ficam descontentes porque não conseguem ser aquela pessoa, por mais que tentem.

Não conseguimos nos sair bem nesta missão não porque somos incompetentes, mas porque não podemos ser outra pessoa. O mundo precisa de VOCÊ! Pessoas precisam de você para se espelharem e tentarem ser melhores a partir do seu exemplo!

Então quero compartilhar algumas diferenças entre inspirar-se em alguém e copiar alguém.

Quando me inspiro em alguém eu:

  • vejo as características positivas de personalidade e comportamento e tento trazer pra minha vida, contextualizadas à minha realidade
  • avalio o que tenho feito que pode ser melhorado a partir do que vi na outra pessoa
  • entendo que jamais serei como aquela pessoa sem me sentir inferior
  • não desejo ter as mesmas coisas mas sinto-me motivado a correr atrás da minhas próprias conquistas
  • indico para outras pessoas que tenham seus próprios modelos e compartilho minha história de forma a inspirar outros
  • não me frustro quando vejo que aquela pessoa tem defeitos ou erra, pois entendo que ela também é humana
  • não a coloca como deus na minha vida, mas busco mais e mais referências para crescer em áreas diferentes
  • me sinto estimulado a continuar melhorando

Quando copio alguém eu…

  • sinto-me inferior porque vejo que aquela pessoa está em um patamar muito acima do meu
  • sinto uma inveja velada e tento esconder pois sei que não é um sentimento bom
  • não apenas acho que a pessoa se veste bem e se comporta bem, como tento reproduzir exatamente como ela a fim de conseguir os mesmos resultados que ela, mas geralmente não dá certo
  • às vezes me pego fazendo coisas que normalmente não faria, não como um desafio, mas na expectativa de agradar os outros
  • fico bravo quando percebo que aquela pessoa fez algo reprovável, afinal eu me inspiro nela, ela não pode errar!
  • fico feliz em descobrir um erro, não por perceber a humanidade da pessoa, mas por sentir prazer em vê-la errando
  • tenho um eterno sentimento de despertencimento e de frustração porque, no fundo, eu sei que não estou sendo eu
  • não busco outras referências pois acredito que aquela já tem tudo o que preciso para copiar.
  • me canso porque sinto que nunca sou bom o suficiente

Existe uma diferença gritante quando se vê as duas colunas, mas ao mesmo tempo, no dia a dia, inspirar-se e copiar, parecem-se muito!
Posso olhar para uma pessoa pública, uma pessoa com uma história de sucesso inspiradora ou até mesmo alguém que faça parte da minha própria rotina e me inspirar ou querer copiá-la. Cuidado!

Inspirar-se é saudável! Copiar é destrutivo!

Tenha referências e seja referência! Sua vida é exemplo para os que te rodeiam, seja bom ou ruim. Não seja quem você não é. Seja sempre você mesmo, na sua melhor versão!