Reflexões

A importância do descanso para o sucesso de suas atividades.

Resultado de imagem para descansar

Eu estava ansiando por um fim de semana de três dias.
Minhas três últimas semanas no trabalho foram bem puxadas e, juro que, achei que não iria aguentar.
Na sexta-feira de manhã minha maior felicidade foi saber que não era sábado. Que era um dia extra pra eu fazer o que quisesse, ou fazer nada simplesmente.

Aproveitei para ir ao cinema, que vocês sabem que amo, (quem me segue no instagram acompanha um pouco dos meus fins de semana), dormi, assisti séries até o fim, enfim, foi bem gostoso.
No sábado finalizei outras séries, fiquei em casa o dia todo sozinha, (juro que isto pra mim é uma delícia! rs) li e não fiz exatamente nada mais que isso.

O ruim de fazer ‘nada’ por muito tempo é que seu corpo acostuma e a preguiça ao invés de ir embora só aumenta. Eu fiquei preocupada porque domingo é meu dia de gravar vídeos pra vocês e eu não teria outro dia, então fui trabalhando minha mente para acordar com disposição.

Qual foi minha surpresa quando acordei, tomei meu café, tomei banho e comecei a organizar minhas coisas para gravar os vídeos da semana.
Eu estava tão descansada, tanto fisicamente quanto psicologicamente, que as gravações renderam tanto a ponto de termos vídeos extras, de segunda a sexta. (Teremos vídeos novos lá no canal!)

Consegui gravar, editar, agendar no youtube, fazer as miniaturas para a capa dos vídeos e ainda escrever alguns posts aqui no blog, este por exemplo que você está lendo!

Daí você pode me perguntar, mas Joyce, se você conseguiu gravar mais vídeos que o comum neste domingo, por que não consegue gravar nos outros?
E eu te respondo: Foi um misto de duas coisas. 1. Consegui descansar tudo o que precisava. Fiz a pausa que precisava para colocar o corpo e a cabeça em ordem. 2. Porque depois de descansada estava pronta para me dedicar, com a cabeça fresca, ao que amo, o Dica pra Hoje.

Nenhuma paixão consegue ser mantida ou bem feita sem o tempo necessário de descanso.
Ninguém sobrevive, ainda que faça o que gosta, sem dar um tempo. É biológico! É físico!

Por isso, dê o descanso necessário para sua mente e para seu corpo para conseguir estudar com qualidade, para trabalhar, para criar…

Nada me deixa mais feliz que produzir conteúdo para o Dica pra Hoje, porém preciso estar disposta e inteira.
Pense um pouco se é a falta de descanso que tem te atrapalhado a dar seu melhor ou de fazer as coisas que precisa! 😉

Produtividade

Comece sua semana de forma produtiva!

Você teve 3 dias para descansar, conseguiu colocar sua cabeça no lugar, dormir um pouco mais, rir, se divertir, enfim, fazer mais coisas prazerosas do que normalmente faz.
Eu quero que você continue neste pique e mantenha hábitos produtivos, por isso separei 2 vídeos que assisti neste fim de semana, do Christian Barbosa, que reforçaram alguns conceitos em minha mente e tenho certeza que também será útil pra você!

  1. Pare de dizer que não tem tempo!

 

2. Como a organização ajuda na sua produtividade.

 

Continue no pique. Esta semana é curtinha também, aproveite cada ia com intenção! 😉

 

 

 

Produtividade

Avaliando o primeiro trimestre.

Resultado de imagem para evaluating

O primeiro trimestre de 2017 já acabou.
Estamos no quarto mês do ano então já podemos avaliar os acontecimentos.

Já falei pra vocês que seus projetos não precisam começar a serem planejados apenas na virada do ano, ou na segunda-feira ou no dia 01 do mês ou no segundo semestre, enfim, todas as desculpas que a gente dá pra continuar empurrando com a barriga.
Você pode começar HOJE, quinta-feira, dia 13 de abril, a qualquer hora, se ainda não começou.

Avalie seus projetos em andamento, as tarefas que se propôs a fazer neste meses anteriores, se já tem o costume de avaliar o mês assim que ele acaba, melhor.

Quais eram os planos do seu mês anterior?
O que conseguiu concluir?
Quantos projetos estão em andamento?
Quais os próximos passos para inserir neste mês de abril?
Algum projeto será postergado ou interrompido?

Tenha o costume de no fim do primeiro trimestre já começar a planejar os próximos três meses, assim esta avaliação fará mais sentido e será mais fácil já que você tinha se organizado para isto.

 

Produtividade, Reflexões

Você precisa fazer.

Resultado de imagem para agir tumblr

Já ouvi várias pessoas falando que não tiveram muitas oportunidades na vida, inclusive diminuíam outras que alcançaram seu sucesso por causa do favor de alguém.
Entendo que é frustrante saber que você é tão bom, ou  melhor, que alguém e descobrir que não foi o talento que garantiu a vaga ou a aprovação de algo ou alguém.
Porém tenho vivido situações muito incômodas ultimamente. Tenho visto pessoas que recebem “presentes”, que têm oportunidades legais ao seu alcance, mas não vão até elas.

Sabe aquela história do cara que pede ajuda de Deus para se livrar de um acidente de avião? Ele está no meio do nada, agarrado em uma corda, olha para cima e vê aquelas montanhas de gelo, o frio é grande e ele não quer nem olhar para o chão para não sentir vertigem. Daí Deus fala pra ele pular, e ele fica muito bravo. “Como assim é pra eu pular? Eu pedi ajuda e Deus já quer que eu morra?!”
Ele não pula e morre agarrado na corda… a alguns centímetros do chão.

Às vezes o “trabalho” para conseguir algo que se quer muito parece tão grande, ou tão chato, que não vale a pena. É melhor ficar agarrado na corda do comodismo, na corda da preguiça, na corda do coitadismo, do que se mexer só mais um pouquinho.

Não estou falando de situações hipotéticas, estou falando de pessoas reais. Pessoas que se recusam a agir porque pode ser cansativo ou porque é legal, mas não tão legal quanto continuar na mesma situação e depois culpar X ou Y por conta do seu fracasso; culpar os outros pelas coisas ruins que acontecem ou pelas coisas que simplesmente não acontecem.

Se quer um diploma, precisa estudar;
Se quer manter seu relacionamento, precisa aprender a abrir mão;
Se quer juntar dinheiro, precisa parar de gastar;
Se quer ser reconhecido, precisa fazer um bom trabalho;
Se quer uma promoção, precisa ser melhor que a média;
Se quer aprender mais, precisa separar tempo para estudar;

Enfim, eu poderia listar várias outras coisas e sei que você entende o que quero dizer.

Vamos começar a fazer mais! 😉

Mais

Você faria um curso do Dica pra Hoje?

Resultado de imagem para comments

Já há algum tempo sinto o desejo de oferecer cursos para vocês. Primeiramente cursos online e, mais pra frente, cursos presenciais para turmas pequenas.
E, já há algum tempo, algumas pessoas me enviaram mensagens privadas me perguntando se eu oferecia algum curso ou algum treinamento e me fizeram este pedido.

Sinto, então, que estamos em sintonia, mas gostaria de saber, se vocês pudessem sugerir temas de treinamentos e cursos, sobre o que seria? Quais temas vocês sugerem?
O que gostariam que eu ensinasse?

Não vou dar sugestões para não influenciar.
Estou aberta para ouvir toda e qualquer sugestão.

Escrevam para mim nos comentários!!

Quem sabe ainda este ano tenhamos novidades para vocês!

Obrigada desde já! 😉

Reflexões

Como lidar com situações difíceis.

2498429

Certas coisas a gente não planeja. Às vezes a vida nos dá uma rasteira tão grande que quando percebemos, já estamos caídos. rs E em outras vezes não estamos caídos mas estamos nos segurando pra não cair.

A vida não é fácil pra ninguém. Mesmo aqueles que vivem em condições econômicas melhores têm seus próprios problemas. Não devemos compará-los ou criar um ranking, afinal problemas são problemas para todos!

Hoje queria compartilhar algo que vale a pena tentar quando você estiver em uma situação realmente difícil: tire o foco.
Costumamos achar que quanto mais pensamos nele (no problema) e bolamos soluções, mais rápido irá passar, mas a verdade é quanto mais pensarmos nele, mais ele ficará na nossa mente. Parece óbvio, mas vamos lá:

Você está enfrentando problemas financeiros. Fica pensando nas suas contas vencendo, nas contas que vão chegar e você não tem dinheiro, nas coisas que queria fazer mas não vai poder, nas pessoas que pediu dinheiro emprestado e vai ter de dizer que não tem condições de pagá-las ainda, no dia do salário que vai chegar mas você não vai nem ver a cor…não te dá um aperto no coração só de ler este texto?

Então vamos a outro exemplo: Você está com problemas com alguém. Seja parente, amigo ou cônjuge. A situação parece piorar a cada dia. Você está no mesmo lugar que a pessoa e não consegue disfarçar, dorme com raiva ou magoado com a pessoa, acorda mal, tenta conversar mas não adianta, fica falando com todo mundo sobre a pessoa e vendo quem está a favor ou contra, começa a sentir uma queimação toda vez que come, não digere bem, é ouvir o nome da pessoa que seu humor muda. Também não te dá um peso só de imaginar essa situação?

A gente fica pensando tanto em soluções que o problema nunca sai da nossa cabeça! E quanto mais “tentamos” resolver, maior ele parece ou então quando dá errado a frustração vai tornando o problema sem solução.

Agora, quando você “dá um tempo” pra situação, vive sua vida, a resposta ou a solução surge de forma muito natural. Às vezes não é o que gostaríamos. Às vezes a solução pode ser difícil, tanto quanto a situação. Às vezes você não vai conseguir um retorno tão rápido, mas você vai ter a certeza de que está tomando a melhor decisão.

Então não estou pedindo para você esquecer o problema. É quase impossível! Mas estou sugerindo que não deixe que ele tome toda tua atenção a ponto de você não conseguir viver outras experiências ou se relacionar com outras pessoas.
Dê a atenção na medida e sua mente estará tranquila o suficiente para pensar no que fazer.

O que você acha sobre isto? O que você costuma fazer pra lidar com situações difíceis? Escreva pra mim! 😉

 

Reflexões

O fardo da carreira de sucesso.

Resultado de imagem para career burden

Quem é que nunca passou pela situação de encontrar alguém que não via há algum tempo e fez comentários a respeito do que a pessoa está fazendo?
Sabe, comentários do tipo: “Nossa! Encontrei fulana e ela está super bem! Está trabalhando em uma empresa super chique, nossa! Subiu na vida!”
Ou então: “Meu Deus! Desde que eu conhecia essa pessoa ela não queria nada da vida. Já é um adulto e nem tem uma carreira consolidada, deve ganhar super pouco, está fazendo ‘tal coisa’!”

Calma, você não está só. Estamos sempre comparando porque, no fundo, nos preocupamos com o que pensam sobre nós também. Sabemos que nos comparam e queremos impressionar. Quando falamos sobre nós acabamos floreando ou tornando maior do que é. Quem já não se pegou falando sobre sua profissão como se fosse o presidente da empresa? “Ai eu faço muita coisa! Sou responsável por isso e aquilo, etc”.

Ter uma carreira de sucesso acaba sendo um peso. Não depende só de nós, o mercado não ajuda e as pessoas ao redor também não.
Queremos ser bem sucedidos, buscamos as melhores oportunidades, estudamos, nos atualizamos e, no meio do caminho, descobrimos que fazemos tudo mais pelos outros do que por nós mesmos.

Ficamos tão preocupados com o que vão achar de nós e o que vão falar a nosso respeito que esquecemos de escolher por nós mesmos.
Escolhemos a faculdade porque nossos pais queriam ou porque nossos pais já tinham um comércio. Ou então decidimos nossa carreira baseada – apenas – na possibilidade de um salário robusto e o status que teremos falando que somos isso ou aquilo.

Esta pressão é terrível e se deixarmos que ela nos domine, em algum momento de nossas vidas, elas que decidirão por nós. Elas que determinarão nosso futuro, mas não serão elas que sofrerão nossas dores, por isso é preciso levar de forma mais leve, sem menosprezar sua importância.

Se você ainda não chegou onde quer não se culpe, mas não se renda. Não se torture, mas não desista. Não se envergonhe, mas não pare no tempo.
A vida continua acontecer apesar das escolhas que tomamos, então tome boas decisões, baseadas no que você quer e sem dar maior importância que o correto às opiniões e pressões alheias.

Sucesso!

Mais, Reflexões

E se fosse mais fácil?

Resultado de imagem para dificuldades

Quantas vezes você já não se pegou fazendo esta pergunta?
Quantas vezes você já desejou que algumas coisas fossem mais fáceis?
Esta é uma pergunta que já me fiz muitas vezes e ontem, cheguei a uma conclusão.

Você já parou para perceber que foram nos momentos mais difíceis que você conseguiu ter resultados melhores?
Já notou que quando as coisas estão complicadas você se concentra e faz coisas que nem imaginava que conseguiria?

As dificuldades nos sugam energia, mas ao mesmo tempo nos dão mais forças.
Quando percebemos que estamos no nosso limite parece que um super-herói aparece dentro da gente e temos ideias inusitadas, criamos estratégias incríveis e superamos nosso limite!

Se as coisas fossem mais fáceis não nos conheceríamos tão bem  quanto nos conhecemos, não seríamos tão “raçudos” e nem tão fortes.

Quer um exemplo?
Vamos à uma dieta.
Você vai na nutricionista e ela te passa uma dieta super equilibrada, onde você consegue comer de tudo, só que em poucas quantidades. Inclusive ela te deu umas opções de doces para comer, caso o desejo aumente.
Na primeira semana você segue direitinho e depois diz que não aguentava mais comer tão pouco.
Daí você resolve ser sua própria nutricionista e encontra uma dieta super restritiva que corta até o ar para respirar rsrs
Você segue a dieta direitinho até perder todos os quilos e conta para todo mundo o resultado que alcançou.
Teoricamente seria mais fácil seguir a primeira dieta já que você tem acesso a todos os alimentos, mas você prefere o mais difícil porque o desafio é maior.
Não é consciente, é um “impulso”.

Outro exemplo: Quando alguém conta sua história de vida geralmente valorizamos aquele que sofreu mais. Que passou por mais dificuldades. E aquele que, de repente teve mais oportunidades, a gente fala que “conseguiu muito fácil”.

Existe uma tendência de preferir o mais difícil. Existe até um certo prazer em sofrer.
Geralmente quando está tudo bem, nos deixamos levar pela situação. Nos acomodamos.
Mas quando passamos por dificuldades nos sentimos desafiados e comecemos a agir. Nós ficamos em estado de alerta e temos ideias que antes não teríamos.

O pedido certo não é que seja mais fácil, mas que você consiga enxergar as oportunidades que a situação te dá. Inteligência emocional é essencial.

Dificuldades sempre vão aparecer, e elas ajudam a dar uma sacudida na nossa vida e sair do marasmo.
Veja pelo lado positivo. 😉

 

Finanças Pessoais

As falsas economias.

Resultado de imagem para dinheiro voando

Em tempos de crise promoções nos atraem e nos dá a sensação de que estamos economizando.
O mercado sabendo também que a situação não está muito fácil nos ajuda com alguns “descontos”, mas devemos nos lembrar que o objetivo deles é vender e não necessariamente nos ajudar.
Eles querem ver as prateleiras vazias, e você pode confundir as ofertas com economia.

Conheça aqui algumas falsas economias para não cair mais nelas:

Embalagem econômica
Comprar embalagens grandes pode ser algo muito interessante. Geralmente estes produtos são mais baratos do que se comprássemos dois do mesmo produtos, só que em embalagem menor.
Só que dependendo do tipo de produto isto pode ser uma pegadinha.
Em casos de produtos usados sempre, como produtos de limpeza, vale a pena. É importante que os produtos rendam, até porque são produtos caros.
Só que, um outro exemplo, xampu/ condicionador não são bons produtos para comprarmos em embalagens econômicas porque acabamos enjoando, compramos vários outros, nosso banheiro fica cheio de embalagens ocupando espaço, depois de um tempo nem lembramos que determinado produto está ali, gasta-se tempo na hora da limpeza e o produto é tão grande que nunca conseguimos acabar com ele.
Então compre as embalagens convencionais, que são do tamanho que você precisa, vai acabar logo, você poderia depois escolher o mesmo produto, se gostou, e se não gostou, poderá comprar outra marca ou fragrância.

Pague menos em maior quantidade
Geralmente estas ofertas estão nos supermercados.
Se você compra acima de 3 produtos, os próximos saem mais barato.
Isto entra quase que na mesma linha do tema anterior. Nem sempre precisamos ou iremos usar todos aqueles produtos, às vezes a validade está bem apertada, não dará tempo de usar tudo.
Você gasta dinheiro que não tem só para ‘aproveitar’ o preço mais barato de produtos que você nem precisa ou nem vai lembrar que estão lá. Ou seja, não vale a pena.

“Compras para o futuro”
Este tópico é bem interessante e acredito que várias pessoas vão se identificar.
A pessoa está passeando em um shopping e vê que um tênis está em promoção. A pessoa já tem tênis e nem tinha sentido necessidade de comprar outro. Porém o fato de ver a plaquinha com um preço mais interessante faz com que a pessoa compre “em caso de precisar de outro no futuro”. “Vai que o outro tênis rasga”, “Vai que você enjoa”, “Pensando bem, você estava querendo outro”, e assim por diante.
Outro exemplo é comprar peças de roupas que nem fazem parte sua rotina, só porque “um dia pode aparecer uma festa e você não vai ter o que usar”.
A festa nunca aparece, você fica com a peça parada no guarda roupa, o dinheiro foi gasto (mesmo em promoção), você poderia ter usado para outra coisa ou simplesmente guardado.
Se não tem nenhum evento ou nenhuma necessidade, não compre!

Uber em pequenas distâncias
O uber tornou o serviço de transporte “de conforto” mais comum.
Hoje qualquer um pode ir a qualquer lugar pagando menos que em táxi. Isto é excelente!
Porém, a preguiça generalizou e as pessoas acessam o serviço sem uma real necessidade. Simplesmente par não dar dez passos.
Mas, Joyce, são só R$6,00!
E eu te digo: São R$6,00 que não precisariam ser gastos. Que você poderia economizar para fazer outra coisa.
É um dinheiro que só valorizou sua preguiça, você perdeu a oportunidade de dar uma caminhada tranquila e rápida e gastou sem uma real necessidade.
Aproveite este tipo de transporte somente para distâncias ou ocasiões que realmente valham a pena, como por exemplo, dias chuvosos, eventos importantes, distâncias longas ou lugares de difícil acesso via transporte público.

Tenho certeza que você consegue se enxergar em uma destas situações e até deve ter se lembrado de outras.

A proposta é que você avalie seus gastos e economize com consciência.
Muita gente cai nesta cilada dos preços baixos e jogam dinheiro fora.
Não se engane com falsas economias! 😉

Mais, Reflexões

O que dizem a respeito de nós.

Resultado de imagem para autoconhecimento significado

Você já deve ter sido insultado alguma vez. Já deve ter ouvido coisas sobre você que não gostou, sejam elas verdades ou mentiras. Já deve ter também se isolado e se sentido mal por estas coisas que foram ditas.O que eu queria falar hoje pra você é que independente do que disserem, você precisa se conhecer.

Já falei em um vídeo, acho que no ano passado, do quanto eu era influenciada e atormentada pela opinião dos outros a meu respeito e também dos comentários a respeito dos meus comportamentos e minha personalidade. Não sei dizer se tudo era verdade, só sei que realmente me atingiam.

Também já disse pra vocês que o que mais me fortaleceu e o que mais me ajuda até hoje é a sede por me conhecer mais, ou seja, o autoconhecimento.

Não importa o que dizem sobre nós. Não importa o que opinem sobre nossas vidas. Quanto mais a gente se conhece, melhor sabemos lidar com estes comentários.
Se forem verdade, não será uma surpresa, e sim, um alerta de que ainda precisamos trabalhar determinada área, e se for mentira também saberemos porque já temos uma listinha de todos os defeitos do mundo a nosso respeito, não precisamos colecionar defeitos de outras pessoas.

Algumas pessoas não dão o devido valor à esta ferramenta tão importante.
Outras pessoas fogem porque lidar consigo mesmo é difícil. Descobrir que temos certas características que detestamos é assustador.
Mas aceite este desafio como uma ‘arma de defesa’, ou seja, não para os outro, é para si mesmo.

Quando duvidarem da sua capacidade ou inventarem mentiras sobre você, você vai olhar pra dentro e saber que nenhuma delas faz sentido. Você não dará mais valor que o devido e ainda conseguirá filtrar melhor as pessoas com as quais você convive.

Quando colocar suas habilidades em cheque você não se sentirá diminuído pois sabe exatamente do que é capaz e dos seus limites.

O autoconhecimento é fundamental para o ser humano. Quanto mais sabemos sobre nós, melhor lutaremos contra nossos ‘demônios’ e melhor desenvolveremos nossos ‘superpoderes’.

Repare que não importa muito o que dizem, mas como isto vai chegar em você.
Somos seres humanos, é normal que nos sintamos fragilizados; mas não mais que o devido.

Você sabe o que gosta de fazer? Sabe o que não gosta?
Conhece suas reações em determinadas situações?
Sabe o que faz de bom que te diferencia dos demais?
Sabe o que não faz tão bem que precisa de ajuda?

Estas são somente algumas perguntas. O processo é longo.
A idade ajuda, ma não é determinante.
Têm pessoas que viveram por anos e anos e nem sabem qual é sua missão de vida e outras pessoas ainda jovens, que já ousam arriscar-se pelo que acreditam!

Olhe para dentro.
Perceba-se.
Quando tomar uma decisão ou quando estiver vivendo suas experiências reflita no porquê das coisas, como se sente, o que te traz prazer, o que te magoa.

Não é pra você viver como uma máquina categorizadora, não é isso! rs
Mas esteja intencionalmente em todos os momentos.

Você vai perceber que o que importa não é o que nos atinge por fora, mas como nos deixamos atingir por dento.