Mais, Produtividade

Inovar para crescer.

innovate-lightbulb

Comecei a ler um livro chamado “Oportunidades Disfarçadas” e mesmo nos primeiros capítulos já tenho muita coisa boa pra contar. Não quero entrar em muitos detalhes, até porque logo quero torná-lo nossa próxima dica de leitura, mas queria tocar em um dos assuntos que mais me chamou atenção e até que me deu mais ideias.

O livro fala muito sobre como nos adaptarmos à crise e tirarmos proveito dela em diferentes aspectos e um deles é a inovação.

Inovar é você fazer algo que já faz ou pegar algo que já existe e fazer de forma melhorada. Então é preciso conhecer o contexto para adaptar o que você faz ou que você quer oferecer.

Isto exige paciência e dedicação; e também é preciso pensar que vão haver erros e acertos. Quer dizer que às vezes suas primeiras tentativas podem dar errado, mas isso não quer dizer que vai desistir, e sim, que precisa repensar sua estratégia de tempos em tempos.

Se cada vez que você errar, parar para pensar nas lições que aprendeu e o que precisa prestar atenção da próxima vez, dará passos mais assertivos e alcançará um nível maior de excelência.

Nem sempre o que você faz está errado, só precisa de um segundo, terceiro  ou quarto olhar para melhorar.

Pense nisso! 😉

 

Anúncios
Mais

Onde encontrar o Dica pra Hoje.

Quanto mais o tempo passa, mais o Dica pra Hoje vai chegando onde eu quero que chegue; mais vai ficando com a carinha que eu quero, e tenho certeza de que daqui a mais algum tempo, vou pensar em novas formas de compartilhar as dicas ou até mesmo estar com uma cabeça completamente diferente de agora.

Também sei que a tecnologia vai nos “forçar” a desbravar novos instrumentos e novas formas de nos comunicarmos, mas enquanto isto não acontece, quero que você saiba onde encontrar as Dicas, assim você vai consegui acessá-las todos os dias, em diferentes formatos e em diferentes horários.

NO YOUTUBE
Esse é o carro-chefe do Dica pra Hoje, você já deve ter assistido algum vídeo meu e deve até ser inscrito. Tem vídeo todos o dias!
Se ainda não é inscrito, clique neste link:aqui!
No Dica pra Hoje tem a missão de desenvolver pessoas de forma que elas conquistem seus objetivos. Se ainda não assistiu algum vídeo do canal, deixo este pra você:

 

NO INSTAGRAM (@blogdicaprahoje)
O Instagram tem sido minha nova paixão. Gravar ainda é o que mais gosto, mas pensar em novas formas de compartilhas dicas através de imagens e de forma mais objetiva é desafiador, e eu adoro desafios! 🙂
Posto todos os dias (exceto quando minha internet acabou 😦 ) e tento mesclar bem: um pouco de mim, dicas em imagens, dicas em textos, minha alimentação rumo ao veganismo, enfim, tem bastante coisa legal.

 

NO PODCAST
Confesso que de uma forma ainda desajustada, também temos os podcasts. Este é o meu bebê. Comecei porque muita gente me pedia para compartilhar dicas em áudio já que o conteúdo pode ser absorvido também sem o auxílio de imagem. Então às vezes pego algum vídeo do canal e transformo em áudio e outras vezes gravo um áudio novo pra vocês. São áudios curtos para você ouvir durante o transporte, por exemplo.
Já tem alguns lá, então tire o atraso se ainda não sabia e estou me esforçando ao máximo para torná-lo semanal, todas as quartas-feiras.

 

NO LINKEDIN
O Linkedin ainda considero uma rede mais privada, pois como é bem voltado à profissão, não costumo divulgar o meu perfil, mas posto semanalmente por lá e costumo compartilhar na página para vocês.
Separei um conteúdo diferente que acho que vão gostar. Então curtam a página e me sigam por lá!
O conteúdo que posto lá, não posto aqui no blog, então vale a pena acompanhar os dois. 😉

 

NO BLOG
Fico um pouco perdida entre o que postar no canal e o que postar aqui e acabei deixando um pouco de lado.
O blog foi onde tudo começou e fico com peso no coração de abandoná-lo. Nesta tentativa, acabei diminuindo o número de postagens para não sobrecarregá-los com conteúdos e vocês acabarem não acessando nenhum.
Você pode inscrever seu e-mail para receber os posts todos os dias e acessar às terças, quartas e quintas.

 

Para você conseguir se organizar melhor em relação a acessar os conteúdos, dá uma olhada na minha programação:

  • De segunda a segunda, temos vídeo no canal e conteúdo no instagram
  • De terça a quinta, temos post no blog
  • Sendo o post de quarta-feira, nosso podcast
  • Uma vez por semana, geralmente às segundas- feiras, tem conteúdo no Linkedin

Onde você acessa mais? Em qual plataforma você gosta mais de receber as dicas?

 

Reflexões

Está na hora de deixar pra lá.

Tenho  certeza que se eu te perguntar se você lembra de alguma pessoa que te fez mal, você não levaria nem três segundos para me responder. Temos o hábito de guardarmos estas informações em uma caixinha e de tempos em tempos nos torturarmos.
Alguns acabam revivendo a cena na cabeça dia após dia, e às vezes, ano após ano, tentando mudar, mesmo que só na imaginação, uma coisa ou outra: talvez se tivesse dito alguma frase mais forte ou agido diferente…

A questão é: não importa o que aconteceu no passado e quanto a pessoa te magoou: está na hora de deixar pra lá.

Quanto tempo se passou e você ainda está com este episódio e essa mágoa guardada?
Quantas decisões você vai tomar em prol de querer mostrar pra essa pessoa que você superou?
Quantas postagens no facebook você vai postar para dar indiretas?

Talvez a(s) pessoa(s) não esteja(m) nem mais ligando pra você ou pra situação. Talvez ela(s) nem se lembre(m) mais. Ou talvez esteja dando risada do papel que você está fazendo, tentando mostrar que superou o que, na verdade, não superou.

Cada dia que você carrega esse peso na sua memória e no seu coração, é um dia que você podia ter vivido uma experiência diferente: poderia ter aprendido coisas novas, poderia ter se aberto a novas pessoas. Mas a lembrança ruim te trava, inconscientemente, e você deixa de fazer algo para não se ferir novamente.

Às vezes perdoar em seu coração já basta, outras vezes você vai precisar sentar com a pessoa e resolver. Nem sempre será fácil e nem sempre terá o desfecho que você gostaria, lembre-se disso. Outras vezes, é uma questão de superar, seja por conta própria seja com ajuda de um profissional. Mas pare de viver em função do passado e de querer reafirmar o que não é necessário.

Comece agora mesmo. Não espere o outro e nem dê desculpas. Esta missão é sua. 😉

68960812-freedom-wallpapers

Produtividade

5 dicas para começar seus projetos de forma promissora.

Imagem relacionada

Existe um desejo gigante dentro de cada um de nós de vermos o que fazemos dar certo. Lógico que este “dar certo” é relativo, pois para cada um pode ser uma resposta diferente, mas não é sobre isto o assunto de hoje.

Hoje eu quero te incentivar a continuar nesta busca por fazer as coisas acontecerem e ver os frutos do seu esforço.

Quero compartilhar 5 dicas para começar seus projetos de forma promissora:

  1. Comece com um projeto por vez.
    É muito comum, principalmente para os mais criativos, brotar mil ideias e ter mil projetos em andamento. Não tem problema. Mas a questão é a atenção que você vai dar para cada um. Foque 100% no planejamento de um, depois siga para o próximo. Se você estiver cuidando de dois ou mais projetos precisa se organizar bem, pois se misturar uma coisa com a outra pode perder prazos e ser o começo de erros e mais erros em cascata.
  2. Estabeleça prazos.
    Se você não sabe para quando quer que alguma coisa aconteça ou esteja finalizada, a tendência é começar a empurrar com a barriga e deixar rolar por meses e meses. Quando estabelecemos uma data, acabamos ficando presos à ela e criamos mais compromisso. É aquela velha história dos dois amigos que não se vêem por muito tempo e quando se encontram na rua falam: “Precisamos marcar um café para colocarmos as notícias em dia!”. Provavelmente nunca marcarão. Agora se um deles falar: “Vamos marcar neste fim de semana um café para colocarmos as notícias em dia?”, muito provavelmente eles se verão.
  3. Faça um levantamentos dos recursos necessários.
    Seja um papel sulfite ou uma quantidade alta em dinheiro, você precisa listar os recursos que vai precisar para colocar seu projeto em prática: pessoas, dados, materiais de escritório, espaço, dinheiro, etc. Estas informações também te ajudarão a ter uma visão mais clara e mais REAL da situação. Se você sabe o que vai precisar (e estabelecer prazos para consegui-las), fará o projeto decolar muito mais rápido do que se correr atrás quando a necessidade surgir. Tudo o que deixamos para última hora sai mais caro, então coloque esta informação no seu planejamento.
  4. Tenha um mentor
    Mesmo que você tenha muito conhecimento na área, é bom ter um mentor, um amigo, um coach, um conselheiro, alguém para compartilhar suas ideias e pedir conselhos. Esta pessoa é extremamente importante pois terá um outro ponto de vista. Se você estiver “viajando” demais, esta pessoa poderá te trazer pro chão e se você estiver muito limitado, esta pessoa poderá te trazer diferentes possibilidades.
    Mesmo que seu projeto seja um segredo, se buscar a pessoa certa, perceberá como é muito mais produtivo trocar ideias com alguém.
  5. Confie que vai dar certo
    Sempre que começamos algo novo caímos no erro de: ou acharmos que tudo vai dar certo, e não prevemos os riscos; ou de acharmos que nada dará certo, e já determinamos nosso fracasso no primeiro passo. A insegurança ou o excesso de segurança mina nossa confiança e embaça nossa visão, a consequência é perda de qualidade no trabalho e perda de energia para o que poderia ser mais simples.

Lembre que a crise é o momento perfeito para novas oportunidades, pois é em momentos de grandes necessidades que pensamos em soluções.

Vai fundo!

Boa sorte! 🙂

 

 

 

Mais, Reflexões

Como destravar sua mente e produzir mais.

open-door

Somos seres de fases: temos fases de êxtase e fases de desencanto, fases de paixão e fases de frieza, fases de criatividade e fases de estagnação. É normal. Os picos nos acompanham desde que nascemos.

Muita gente me fala que estava super produtivo e “de repente” entrou em um buraco e não consegue fazer nada. Pois é. Eu fico olhando algumas pessoas e tento imaginar o que elas fazem para se manterem sempre produtivas, criativas, cheias de ideias e, a verdade é que mesmo que eu descubra o que elas fazem, talvez não sirva pra mim.

Justamente porque somos pessoas diferentes uma das outras. O gatilho que te ativa pode não servir pra mim e, ficar procurando no outro a minha solução, pode gerar frustração.

Eu sou naturalmente cheia de ideias. Às vezes tenho tantas, que nem eu mesma consigo acompanhar meu ritmo! rs Se você precisa de uma solução pra um problema ou conselho, sou a pessoa ideal. Juro! Sempre consigo ter um ponto de vista que você não tinha imaginado. E, adivinha?! Às vezes eu travo também.

Geralmente é quando estou muito cansada ou passando por um período de estresse. Então eu sei que preciso sair para um ambiente diferente do que costumo ficar, fazer atividades diferentes também ajuda muito e ter um bloquinho à mão, com certeza fará minha “máquina” (meu cérebro) volta a todo vapor!

Outra coisa que me ajuda muito a voltar a ter ideias é ler. Percebi que quando eu fico muito tempo sem ler ou sem concluir leituras por um certo tempo, é como se meu cérebro atrofiasse e pedisse por mais “comida”.

Ler me anima, me traz novas percepções, novos pontos de vista. Cada vez que termino de ler um livro sinto que minha alma está renovada e não sou mais a mesma pessoa. É incrível como me transformo!

Não foi rápido que percebi isto. Levou um tempo para eu entender como me comporto e porque me comporto deste ou daquele jeito.
Busque se conhecer nos detalhes. Às vezes o que você acha que é desânimo, pode ser a falta de algum estímulo externo e que pode ser mais fácil resolver do que você imagina.

Mais, Reflexões

Não existe manual de instruções.

caminho-para-felicidade.jpg

Já imaginou se nossa vida tivesse um manual de instruções?
Já pensou se quando você nascesse houve um manual com as melhores formas de te tratar, ou como você prefere que as coisas aconteçam?
Independente de você gostar da ideia ou não, este manual não existe.

Não existe uma fórmula secreta de fazermos as coisas acontecerem como queremos ou então de fazer as situações se encaixarem aos nossos gostos e preferências.

A verdade é que ninguém precisa se encaixar à nossa forma de viver e ninguém é obrigado a fazer o que o outro gostaria.
Não temos 100% de certeza em nada que fazemos pois a vida não é uma caixinha fechada, formatada.

Cada acontecimento, cada pessoa que se vai, cada pessoa que chega, faz parte desta grande engrenagem que é a vida. Não podemos manipulá-la, no máximo conseguimos planejá-la, mas ainda assim, temos que contar com imprevistos.

Na vida não existe manual porque se nascêssemos prontos, com todos os caminhos trilhados ou com todas as informações descritas em uma embalagem, perderíamos a oportunidade de nos alegrarmos ou comemorarmos com as coisas, não seríamos capazes de aprender tantas coisas, pois faríamos tudo conforme o que já sabemos que daria certo.

Não queira que as coisas sejam perfeitas, a perfeição é relativa e geralmente não é como achamos, não é à toa que nunca achamos que as coisas estão como gostaríamos.

Viva sua vida de forma leve e da melhor forma que gostaria. Aproveite todos os momentos. A felicidade é algo possível e não existe ou exige manual para chegar até ela.

 

Mais, Reflexões

5 coisas que ganhei com minha pós.

850b7d3a-9832-4437-aac3-4c632af55735-original

A cada sábado que passa, descubro que tomei a decisão certa em fazer minha pós e também quanto ao tema que escolhi: Gestão de Pessoas.
Talvez você esteja em dúvida quanto a continuar estudando por motivos financeiros, por falta de tempo ou por qualquer outro motivo, mas é necessário pensar na importância disto pra você. Até porque, se não for importante, você não vai querer desembolsar algum valor ou tão pouco liberar sua agenda.

Quero te contar 5 coisas que ganhei (ou que tenho ganhado) fazendo minha pós:

  1. Conheço pessoas com os mesmos objetivos.
    Como é bom, saber que tem gente que pensa parecido, que tem sonhos parecidos ou ideologias parecidas. Isto acaba me fortalecendo e não me acho tão “louca” assim quando tenho certas ideias.
  2. Vejo que estamos no mesmo barco.
    Durante a aula compartilhamos várias experiências e situações que passamos no nosso dia a dia, no trabalho, e percebo que, temos muito em comum. Mesmo empresas grandes têm seus problemas e, no fim, não existe empresa perfeita. Infelizmente.

3. Aprendo coisas novas.
Eu não poderia deixar de falar do aprendizado em si! Lógico que este é meu objetivo principal! Descobrir formas de fazer o que faço, só que melhor e também conhecer recursos e ferramentas que nem sabia que existiam. Que delícia!

4. Conheço pessoas legais.
Este é outro presente inigualável! Já fomos divididos em equipe para fazermos nosso trabalho final e que bom que minha equipe é sen-sa-cio-nal! Graças a Deus, além de serem super esforçados e interessados, também são bem-humorados e divertidos! Rio horrores com eles!

5. Me ajudou a me disciplinar financeiramente.
Que coisa estranha… fazer uma pós ajuda a ter disciplina financeira? Lógico! Quando na vida que eu conseguiria guardar mais de R$8000,00 em dez meses? Dificilmente. Sempre viriam algumas desculpas ou compromissos irrevogáveis e eu acharia o tempo muito curto. Mas como me comprometi em fazer esta pós, logo que começa o mês a mensalidade é minha prioridade. E se eu consigo guardar uma quantia tão alta (pelo menos pra mim é rs) pela pós, conseguirei guardar para outros objetivos também.

E aí? O que achou deste post? O que você fez ou tem feito que acaba ganhando muito mais do que simplesmente o conteúdo da atividade?

Conte pra mim! 😉

Reflexões

Como se ajustar às mudanças

making-changes-without-harming-your-brand-1920x800.jpg

Algumas mudanças não são previstas. Acontecem sem que percebamos e, de repente, não sabemos o que fazer.
Mudanças podem ser positivas ou negativas e mudanças podem chegar em um bom momento ou em um mau momento.
Não podemos impedi-las de acontecerem, mas podemos impedi-las que nos desestabilizem.

  1. Aceite
    Não adianta enlouquecer ou perder a linha. Não adianta tentar adiar. Primeiro é importante saber que estas mudanças terão de acontecer sim e que, dependendo do que você fizer, pode até piorar o processo; então o negócio é seguir o fluxo.
  2. Pare para pensar
    Quando nos sentimos assustados com as mudanças tendemos anos agitarmos e agimos no automático. Não conseguimos refletir. Isto é péssimo pois quanto menos pensamos, mais parece que a situação é difícil e que esta fase nunca  vai passar.
  3. Baixe a guarda.
    Não bata de frente, não tente logo de cara, mostrar seu ponto de vista ou mostrar que está descontente. O processo de mudança em si já é difícil, não torne-o mais difícil ainda. Baixe a guarda e ouça o que as pessoas têm a dizer.
  4. Converse com alguém.
    Desabafar ajuda bastante. Você consegue, se ouvindo, colocar as ideias em ordem e também ouvir conselhos de alguém que você confiou conversar. Conversar também alivia a carga que você estava carregando sozinho, guardando todas as preocupações para você.

As mudanças são importantes para nos tirar do “de sempre” e nos leva a ter experiências novas. Também passamos a nos enxergar de forma diferente, pois vivemos experiências que antes não tínhamos vivido.

Vai valer a pena. Vai gerar aprendizado! 😉

 

 

 

Produtividade

Desacelere o ritmo e aumente sua produtividade.

Resultado de imagem para desacelerar

Engana-se quem pensa que ser produtivo é não ter tempo pra nada, correr de um lado para o outro, estar sempre ocupado e ter tantos compromissos que até esquece alguns.
Este é o perfil de uma pessoa desorganizada e perdida que em alguns dias ficará louca por perceber que não está dando conta.

Quando aprendemos a ser produtivos percebemos que não é apenas uma questão de quantas coisas fazemos no dia, mas que fazemos o que realmente precisa ser feito, com a melhor qualidade possível, com  o foco 100% naquela tarefa e não em dez ao mesmo tempo.

Ser produtivo requer desacelerar. Você já tentou acompanhar o cenário através de uma janela de um carro em movimento? Você só consegue ver o que está vindo, o que passou ficou perdido. É exatamente assim quando nos aceleramos: ficamos olhando para todas as coisas que precisamos fazer e ainda não foram feitas e nos perdemos daquelas que já foram iniciadas ou que seus prazos já passaram.

É verdade que cada um tem seu ritmo. Algumas pessoas conseguem fazer mais coisas que outras, até porque já foram conhecendo seu próprio estilo e sabendo como sua mente e seu corpo funcionam e já sabem o que dá certo ou não. Mas você precisa ter paciência porque é uma caminhada. Um passo por vez.

Dê uma olhada no número de tarefas e compromissos e avalie:

  • Todos fazem sentido? Ou são só um monte de coisa pra você se sentir importante?
  • Todos são de sua responsabilidade? Ou você poderia passar para outra pessoa ou simplesmente nem fazer.
  • Todos precisam ser feitos neste mesmo dia? Ou você poderia diluir em sua semana ou em seu mês?
  • Todos tem prazo? O prazo é uma boa forma de definir o que é mais importante e deve ser feito primeiro.

Espero que você desacelere. Este é o segredo para uma vida realmente produtiva.

Gosto do que o Christian Barbosa fala: “Vamos andando, porque  a gente já corre demais”.