Reflexões

Como se ajustar às mudanças

making-changes-without-harming-your-brand-1920x800.jpg

Algumas mudanças não são previstas. Acontecem sem que percebamos e, de repente, não sabemos o que fazer.
Mudanças podem ser positivas ou negativas e mudanças podem chegar em um bom momento ou em um mau momento.
Não podemos impedi-las de acontecerem, mas podemos impedi-las que nos desestabilizem.

  1. Aceite
    Não adianta enlouquecer ou perder a linha. Não adianta tentar adiar. Primeiro é importante saber que estas mudanças terão de acontecer sim e que, dependendo do que você fizer, pode até piorar o processo; então o negócio é seguir o fluxo.
  2. Pare para pensar
    Quando nos sentimos assustados com as mudanças tendemos anos agitarmos e agimos no automático. Não conseguimos refletir. Isto é péssimo pois quanto menos pensamos, mais parece que a situação é difícil e que esta fase nunca  vai passar.
  3. Baixe a guarda.
    Não bata de frente, não tente logo de cara, mostrar seu ponto de vista ou mostrar que está descontente. O processo de mudança em si já é difícil, não torne-o mais difícil ainda. Baixe a guarda e ouça o que as pessoas têm a dizer.
  4. Converse com alguém.
    Desabafar ajuda bastante. Você consegue, se ouvindo, colocar as ideias em ordem e também ouvir conselhos de alguém que você confiou conversar. Conversar também alivia a carga que você estava carregando sozinho, guardando todas as preocupações para você.

As mudanças são importantes para nos tirar do “de sempre” e nos leva a ter experiências novas. Também passamos a nos enxergar de forma diferente, pois vivemos experiências que antes não tínhamos vivido.

Vai valer a pena. Vai gerar aprendizado! 😉

 

 

 

Anúncios