Mais, Reflexões

Como destravar sua mente e produzir mais.

open-door

Somos seres de fases: temos fases de êxtase e fases de desencanto, fases de paixão e fases de frieza, fases de criatividade e fases de estagnação. É normal. Os picos nos acompanham desde que nascemos.

Muita gente me fala que estava super produtivo e “de repente” entrou em um buraco e não consegue fazer nada. Pois é. Eu fico olhando algumas pessoas e tento imaginar o que elas fazem para se manterem sempre produtivas, criativas, cheias de ideias e, a verdade é que mesmo que eu descubra o que elas fazem, talvez não sirva pra mim.

Justamente porque somos pessoas diferentes uma das outras. O gatilho que te ativa pode não servir pra mim e, ficar procurando no outro a minha solução, pode gerar frustração.

Eu sou naturalmente cheia de ideias. Às vezes tenho tantas, que nem eu mesma consigo acompanhar meu ritmo! rs Se você precisa de uma solução pra um problema ou conselho, sou a pessoa ideal. Juro! Sempre consigo ter um ponto de vista que você não tinha imaginado. E, adivinha?! Às vezes eu travo também.

Geralmente é quando estou muito cansada ou passando por um período de estresse. Então eu sei que preciso sair para um ambiente diferente do que costumo ficar, fazer atividades diferentes também ajuda muito e ter um bloquinho à mão, com certeza fará minha “máquina” (meu cérebro) volta a todo vapor!

Outra coisa que me ajuda muito a voltar a ter ideias é ler. Percebi que quando eu fico muito tempo sem ler ou sem concluir leituras por um certo tempo, é como se meu cérebro atrofiasse e pedisse por mais “comida”.

Ler me anima, me traz novas percepções, novos pontos de vista. Cada vez que termino de ler um livro sinto que minha alma está renovada e não sou mais a mesma pessoa. É incrível como me transformo!

Não foi rápido que percebi isto. Levou um tempo para eu entender como me comporto e porque me comporto deste ou daquele jeito.
Busque se conhecer nos detalhes. Às vezes o que você acha que é desânimo, pode ser a falta de algum estímulo externo e que pode ser mais fácil resolver do que você imagina.

Anúncios
Reflexões

A situação está favorável?

solitude-bnw

Você já tentou fazer algo que sabe que é bom em fazer, mas sente que não consegue avançar?
Já passou por uma fase em que não consegue concluir muita coisa, nem mesmo aquilo que já fazia com os pés nas costas?
Parece que você senta para fazer e sua cabeça vai a um milhão de lugares, menos no que você precisa. É aí que vem a pergunta título deste post: A situação está favorável?

Você não produz, não conclui, não continua, enfim, e não é sua culpa. Talvez o contexto não esteja te ajudando.
E daí você pode pensar em todos os sentidos: onde você está? como é o ambiente? o que está passando pela sua cabeça? Você está preocupado? Está estressado? Tem todos os recursos necessários para desempenhar esta tarefa? Tem todo o conhecimento requerido?

Pois é. Se você respondeu estas perguntas com sinceridade e percebeu que algo está faltando, recue um pouco e analise o entorno.

Por exemplo, eu não produzo com qualidade quando estou com a cabeça cheia de coisas. Preciso parar, ficar sozinha, em silêncio, anotar tudo o que está me estressando, ou me preocupando, ou pipocando… Respiro fundo algumas vezes, assisto algo, e quando estou com a mente mais tranquila, faço com muito mais rapidez e eficácia.

Ultimamente minha cabeça não está me ajudando. Estou com dificuldade de me concentrar e detesto quando estou assim. Mas também já sei que não voltarei ao meu estado tranquilo tão cedo por motivos que já compartilhei com vocês neste vídeo.

O que recomendo que você faça, se estiver da mesma forma que eu, é entender que certas situações fogem do nosso controle e que nosso ritmo pode sofrer alterações. Isto não quer dizer que vamos deixar de produzir e sentar de braços cruzados, só quer dizer que precisamos de mais paciência conosco mesmo.