Reflexões

O que você não sabe sobre você (mas deveria)

quero-evoluir-pandora-autoconhecimento

Eu recebo muitos comentários de pessoas dizendo que não conseguem e que chegaram em um ponto da vida que não sabem o que fazer. Recebo também depoimentos de histórias difíceis e problemas que parecem insolúveis e pessoas que não sabem por onde começar.

A verdade é que mesmo a pessoas que se sente mais incapazes e mesmo as que acham que não vão conseguir se alguém ajudar, têm um bicho dentro delas que está pronto para despertar no exato momento em que forem descobertos.

O que você não sabe sobre você é que você sempre vai ter mais de uma opção para escolher. Todas as situações sempre te darão, no mínimo, 2 opções. Se você só está vendo uma opção, respire fundo e procure melhor porque existe pelo menos mais uma.

Também saiba que nem tudo vai ser fácil. Isto não quer dizer que você não pode dar valor para algo que vier fácil, aprecie estes presentes; mas também não quer dizer que só porque está difícil, está na hora de se render.

Você não sabe – ainda – , ou melhor, você não sabia, mas as pessoas não precisam nos entender e nem atingir nossas expectativas. Elas não existem para nos agradar e nem pra dar a resposta que queremos, mas você precisa saber é que a forma como elas te tratam ou como falam com você não é determinante para o que vai acontecer com você.

Ainda existem coisas que você não sabe e que eu não sei, mas isto não quer dizer que nunca vamos descobrir. Se tem uma coisa que me deixa louca a respeito de viver, é que sei que vou continuar aprendendo um monte de coisas novas e esta é uma das coisas mais mágicas da vida.

Ainda que você não se conheça inteiramente, apoie-se no que já conhece. Ainda que não saiba todas as respostas, não canse de buscá-las. Ainda que não esteja do jeito ou no nível que esperava, siga tentando. Certas coisas não saberemos nunca; isto só quer dizer que devemos nos satisfazer com o que já alcançamos.

Boa vida pra você! 🙂

Anúncios
Mais, Reflexões

O que dizem a respeito de nós.

Resultado de imagem para autoconhecimento significado

Você já deve ter sido insultado alguma vez. Já deve ter ouvido coisas sobre você que não gostou, sejam elas verdades ou mentiras. Já deve ter também se isolado e se sentido mal por estas coisas que foram ditas.O que eu queria falar hoje pra você é que independente do que disserem, você precisa se conhecer.

Já falei em um vídeo, acho que no ano passado, do quanto eu era influenciada e atormentada pela opinião dos outros a meu respeito e também dos comentários a respeito dos meus comportamentos e minha personalidade. Não sei dizer se tudo era verdade, só sei que realmente me atingiam.

Também já disse pra vocês que o que mais me fortaleceu e o que mais me ajuda até hoje é a sede por me conhecer mais, ou seja, o autoconhecimento.

Não importa o que dizem sobre nós. Não importa o que opinem sobre nossas vidas. Quanto mais a gente se conhece, melhor sabemos lidar com estes comentários.
Se forem verdade, não será uma surpresa, e sim, um alerta de que ainda precisamos trabalhar determinada área, e se for mentira também saberemos porque já temos uma listinha de todos os defeitos do mundo a nosso respeito, não precisamos colecionar defeitos de outras pessoas.

Algumas pessoas não dão o devido valor à esta ferramenta tão importante.
Outras pessoas fogem porque lidar consigo mesmo é difícil. Descobrir que temos certas características que detestamos é assustador.
Mas aceite este desafio como uma ‘arma de defesa’, ou seja, não para os outro, é para si mesmo.

Quando duvidarem da sua capacidade ou inventarem mentiras sobre você, você vai olhar pra dentro e saber que nenhuma delas faz sentido. Você não dará mais valor que o devido e ainda conseguirá filtrar melhor as pessoas com as quais você convive.

Quando colocar suas habilidades em cheque você não se sentirá diminuído pois sabe exatamente do que é capaz e dos seus limites.

O autoconhecimento é fundamental para o ser humano. Quanto mais sabemos sobre nós, melhor lutaremos contra nossos ‘demônios’ e melhor desenvolveremos nossos ‘superpoderes’.

Repare que não importa muito o que dizem, mas como isto vai chegar em você.
Somos seres humanos, é normal que nos sintamos fragilizados; mas não mais que o devido.

Você sabe o que gosta de fazer? Sabe o que não gosta?
Conhece suas reações em determinadas situações?
Sabe o que faz de bom que te diferencia dos demais?
Sabe o que não faz tão bem que precisa de ajuda?

Estas são somente algumas perguntas. O processo é longo.
A idade ajuda, ma não é determinante.
Têm pessoas que viveram por anos e anos e nem sabem qual é sua missão de vida e outras pessoas ainda jovens, que já ousam arriscar-se pelo que acreditam!

Olhe para dentro.
Perceba-se.
Quando tomar uma decisão ou quando estiver vivendo suas experiências reflita no porquê das coisas, como se sente, o que te traz prazer, o que te magoa.

Não é pra você viver como uma máquina categorizadora, não é isso! rs
Mas esteja intencionalmente em todos os momentos.

Você vai perceber que o que importa não é o que nos atinge por fora, mas como nos deixamos atingir por dento.