Amizade nos tempos de internet

pexels-photo-708440.jpeg

Não lembro quem me disse, mas ouvi uma frase e é bem certa que dizia ‘é mais difícil conseguir amigos depois de adulto’.
Esta pessoa estava falando sobre não conseguir mais fazer amizades profundas como antes.
Confesso que fiquei um pouco aliviada porque tenho encontrado a mesma dificuldade, mas achei que era só comigo.

E não estou me referindo a ‘fazer amizade’ em si. Eu sei que quando somos crianças nos abrimos mais às pessoas, mas estou me referindo ao fato de que hoje temos nos fechado mais para as pessoas e nos fechado a amizades de verdade: se abrir, ouvir, procurar, saber se está bem, passar em casa, essas coisas.

As redes sociais acabaram substituindo este contato. Conseguimos conversar por horas em um grupo de whatsapp, mas não conseguimos trocar minutos de conversa cara a cara. Falamos com as pessoas pelas redes sociais mas não nos empenhamos para nos encontrarmos pessoalmente.

Parece que depois de adultos colocamos todas as coisas antes das pessoas, né?!
Nosso trabalho, nossa necessidade de lazer, nossas tarefas do dia a dia, nossa casa, nossos filmes, nossas séries…tudo é mais importante do que o próximo.

Sabe o que é engraçado? Eu tenho o costume de chamar meus amigos pra conversar no whatsapp e descobri que isso é estranho. Mais de uma pessoa me falou que não conversa muito com seus amigos de whatsapp. Mas ao mesmo tempo, mais de uma pessoa também me falou que gosta de conversar comigo. E ainda mais interessante ainda, nenhuma destas pessoas me chama pra conversar comigo. Sempre eu que chamo.

Fiquei tentando entender este dilema. Se é bom conversar comigo, por que não me chamar pra conversar? Por que ficar esperando ser chamado? Isso acaba distanciando os laços e esfriando um pouco a amizade.

Parece um texto meio sem critério, né. Mas o que eu queria que você refletisse é no quanto tem investido nos seus amigos e o quando tem se oferecido. É proporcional com o quanto espera receber?

Entendo que temos tantas obrigações, mas nenhuma delas pode ser mais importante do que as pessoas que queremos que façam parte da nossa vida. 

Cultive seus relacionamentos. Regue um pouquinho, de tempos em tempos.
Não adianta regar a quantidade de uma semana em um dia. A flor morre. E também não adianta regar depois que a flor morreu…
Pense nesta comparação e aplique em seus relacionamentos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s