Produtividade

Porque você deveria dar um salto na sua carreira quando outros acham que é um erro.

Woman running through office, hurdling chairs

Se seu objetivo é encontrar um trabalho que realmente te motiva e te desafia, em algum momento você terá de implorar por confiança para enfrentar a convenção. Você terá de pensar menos em sua marca, status, e outras coisas que você pensa que deve fazer. Ao invés disso, você precisará focar em encontrar um emprego que se alinha com a pessoa que você quer se tornar.

A sabedoria convencional diz que nós devemos ficar com rebanho, ficar a salvo, proteger suas apostas. Mas como alguém já me pontuou quando eu tinha meus vinte anos, seguir a sabedoria convencional não leva à inspiração ou a oportunidades de crescimento. Não muda dramaticamente sua rede de contatos, expande sua base de conhecimento, ou permite que você descubra o que, unicamente, te energiza. O único modo de fazer isto é seguir um caminho diferente.

Havia dois pontos-chave em minha carreira quando eu fiz escolhas não convencionais. Cada uma mudou minha vida de maneiras importantes. A primeira veio quando eu estava acabando um trabalho de dois anos após a faculdade no Boston Consulting Group. Todos os meus colegas de trabalho seguiram para prestigiosos programas de MBA. Eu queria também, mas meu coração não, e três semanas antes, quando eu deveria voltar para a escola, recuei.

Eu decidi ao invés disto aceitar um emprego como gerente de uma empresa de arquitetura e design de mais ou menos vinte pessoas que focava em projetos corporativos elegantes. Muitas pessoas, especialmente meus pais, pensaram que eu estava louco. O que um engenheiro da Princeton com dois anos em consultoria de gestão de primeira linha em seu currículo estava em uma pequena firma de arquitetura? Onde isto poderia me levar?

Mas eu levei muitas lições importantes na empresa de arquitetura e design. Eu aprendi em tempo real sobre como um negócio funciona; a importância do fluxo de caixa, precificação e cobrança; e a centralidade da cultura e marca em se diferenciar em um competitivo mercado de trabalho. Eu também aprendi como contratar e demitir pessoas. Todos estes aprendizados inestimáveis provados em minha futura vida como decano em uma escola de negócios. Assim como o destino teria me cobrado, décadas depois eu seria responsável por duas escolas no exterior construindo projetos na universidade de Nova Iorque – Stern and Northwestern-Kellogg. Eu não poderia ter me preparado melhor!

Meu segundo movimento não convencional veio mais de uma década depois. Depois da empresa de arquitetura e design, voltei para a escola, fiz PhD e finquei minha primeira posição em faculdade na escola de negócios da Universidade de Chicago. Eu fiquei lá por nove anos quando surgiu uma oportunidade de trocar para NYU, e eu agarrei esta oportunidade. Muitos pensaram que era um erro. NYU não era considerada de prestígio ou com recursos. Mas para mim, me pareceu ser um ajuste cultural muito melhor. (Naquela época , Chicago estava cheio de economistas homens, havia pouquíssimas mulheres ou psicólogas, e era conhecida por sua cultura difícil).

No fim das contas eu estava certa. Me encaixei bem na NYU, tão bem que comecei a prosperar como professora. E fui notada pelo presidente da NYU , que se tornou uma dos meus mentores mais influentes e o patrocinador mais importante da minha carreira. Ele viu uma líder em mim antes mesma de eu ver.

Ajuda bastante usar relações de status grandes desde o início para lançar sua carreira. Eles te darão legitimidade e credibilidade. Mas para crescer e ser um líder de alto impacto, haverá um tempo em que você precisará fazer uma escolha entre a segurança do status e a possibilidade de um ajuste melhor e uma oportunidade única de crescimento.

Eu sou grata que aprendi a ouvir e a prestar atenção naquela ainda pequena voz dentro de mim – contrária às vozes ao meu redor – e aceitei aquelas oportunidades de trabalho novas e não convencionais. Em cada posição eu era levada a ser mais corajosa e criativa do que eu pensava que poderia ser.

https://www.linkedin.com/pulse/why-you-should-make-career-jump-when-others-think-its-sally-blount?trk=v-feed&lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_feed%3BhamnjDlvXvoRVJit6beZuQ%3D%3D

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s