Produtividade

Cinco passos para desenvolver sua inteligência emocional

Falei na semana passada sobre inteligência emocional, lá no canal, e vocês gostaram bastante e, nesta semana, encontrei este texto super interessante sobre o mesmo assunto e resolvi traduzir pra vocês.

Caso ainda não tenha visto o vídeo, é só apertar o play!

Para os que lêem em inglês, o link do texto original está no final.

inteligencia-emocional
Fonte

Primeira: Você está motivado? Você realmente quer se entregar ao tempo e esforço? Iato importa porque o circuito do cérebro emocional e social se desenvolve através dos primeiros 20 ou 25 anos de vida. Durante aquele tempo, você desenvolveu hábitos e os praticou vez e mais vezes. Por exemplo, talvez você  não é um bom ouvinte. Você praticou não ser um bom ouvinte sua vida toda. Para mudar isto, primeiro se pergunte: “Eu realmente me importo?”

Onde você quer estar em cinco anos? Mudar isto te ajudará a chegar lá? Isto frequentemente é muito emocional. Richard Boyatzis, meu colega na Case Western University, ajuda esta escola de negócios a melhorar levando-os a considerar a visão deles de vida, e então trabalhar a partir desta visão para o que pode ajudá-los a chegar lá.

Se você quer mudar, você pode dar o segundo passo: consiga feedbacks bem honestos sobre seus pontos fortes e as oportunidades de crescimento. Peça a pessoas de confiança, que te conheçam bem, um estímulo. É melhor usar uma avaliação 360º , uma ferramenta sistemática de como você age neste domínio.

Richard Boyatzis e eu co-desenhamos com o Grupo Korn Ferry Hay o inventário de Copetência Emocional e Social. Com o ESCI 360, você se dá notas nas doze competências de inteligência emocional e outras pessoas te dão nota também. Você não sabe quem disse o que, mas você adquire uma informação honesta sobre como outros te vêem. Então, se pergunte, “Onde eu melhoraria mas se eu pudesse adquirir uma competência?” Nós recomendamos começar com uma por vez.

O terceiro passo é desenvolver um plano de aprendizado e começar a praticar. Se você quer se tornar um melhor ouvinte, o cerne da competência empatia, seu plano de aprendizado pode ser: Quando eu tiver uma oportunidade de ouvir bem, vou deixar de lado as distrações, aparelhos tecnológicos, outros pensamentos, e prestar atenção total nesta pessoa, ouvi-la completamente. Então, direi o que ele/ela prentende, e então dizer o que eu acho.

Isto não é fácil. Você praticou ser um mau ouvinte  por uma vida inteira. Tente isto. Cruze seus braços. É confortável. É o que criar um hábito é. Agora, cruze seus braços de outro jeito, com o outro braço por cima. Parece um pouco estranho. É como você se sente no começo para mudar um hábito. Você precisa fazer um esforço intencionalmente. Você precisa abrir a mente para a oportunidade de melhor sua escuta. Siga os passos do seu plano para ter certeza que está executando a escuta de uma forma nova, de um jeito melhor.

O quarto passo é ter alguém que te dê suporte, que pode te ajudar a pensar sobre como você pode fazer melhor da próxima vez. Quanto estamos sob estresse, sob pressão do tempo, nós tendemos a cair de novo em nossos hábitos. Com uma parceiro de aprendizado, coach ou time de suporte, você pode dizer “Eu estava me sentindo pressionado pelo tempo, não poderia me incomodar de ouvir. O que eu poderia fazer da próxima vez?” Eles podem te ajudar a descobrir e ver como uma oportunidade de aprender, não um fracasso.

O último passo é praticar em cada oportunidade que acontecer naturalmente. Pode ser no trabalho, ou em casa, ou em outro lugar. Quando houver uma oportunidade de praticar a escuta de uma forma melhor, siga estes passos. Quanto mais frequentemente fizer isto, mais fácil fica. Se você praticar deste jeito por três a seis meses, alguma irá acontecer e será um marco neutológico. Você realizará o novo hábito, a base de uma competência melhor, como se fosse sua segunda natureza. Você fará sem ter de pensar duas vezes. Isto significa que o novo jeito de fazer essas coisas se tornou o caminho neurológico preferido no seu cérebro.

Estes passos funcionam? Richard Boyatzis na Case Western acompanhou pessoas que passaram por este método de aprendizado. Mesmo sete anos depois, eles ainda têm a força que desenvolveram, como declarado por outros com os quais eles trabalham agora.

Traduzido deste texto: https://www.linkedin.com/pulse/five-steps-develop-emotional-intelligence-daniel-goleman?trk=hp-feed-article-title-share

Anúncios

1 thought on “Cinco passos para desenvolver sua inteligência emocional”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s