Nesta semana aprendi que…

Fonte

Nesta semana aprendi que quando acho que entendi…vejo que ainda não entendi nada! rs

Eu poderia terminar este post aqui, que, para mim, faria todo sentido. rsrs
Mas sei que para vocês ainda faltam informações.
Leia o post da sexta-feira passada para entender melhor. Dá uma olhadinha aqui.
Muito do que tenho vivido nestes últimos dias é consequência do que aprendi e compartilhei neste post.
Eu queria ser uma grande entendedora do mundo dos sentimentos, mas chego à conclusão que não sei nem um terço.
Certas pessoas eu gostaria de apagar da minha vida ou conseguir viver como se elas não existissem.
Dificilmente me arrependo de escolhas minhas porque, se tirei algum aprendizado, sempre valem a pena. Mas pela primeira vez, passei por uma situação bem ruim, e que não consegui tirar nenhum aprendizado.
Foi ruim, por ser ruim.
Mas já está tão entranhado em mim, que não consigo me desintoxicar.
Eu queria voltar no tempo e ter mudado de ideia, mas não é possível.
Olha que já passei por maus bocados e nunca quis voltar atrás, nestes últimos dias eu me arrependi amargamente e não sei nem explicar a forma como me senti.
Fui machucada por uma pessoa que, apesar de já ter me magoado antes, eu resolvi dar um voto de confiança. Mas ela não honrou esse voto e foi indigna da minha amizade.
Já que tenho que compartilhar algo que aprendi nesta semana, posso dizer que aprendi a dizer não pra mim mesma. Ainda que eu queira tentar, ainda que eu queira, se não tenho 100% de certeza que é o certo a fazer, não devo fazer.
Aprendi que as pessoas mais próximas nos machucam mais porque quando nos machucam, não parece que na verdade se importavam. Simplesmente pedem desculpas e está tudo bem. Para elas.
Como minha mãe sempre dizia: quem bate esquece, mas quem levou na cara, fica com a marca.
Espero que essa fase passe e que eu consiga dar o valor que essa pessoa realmente merece: nenhum.
O ruim é se eu deixar de me importar com a pessoa…eu tenho um botãozinho que tento não acionar porque é um lado ruim meu que gosto de deixar quietinho. Mas às vezes é melhor para poder me preservar.
Não sei se te ajudou alguma coisa, mas pelo menos consigo desabafar um pouco com vocês.
O que você me aconselha a fazer?
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s