Mais

Segunda-feira. Segunda chance: Organizando nosso templo

Fonte
Você já deve ter ouvido falar que nosso corpo é nosso templo, né?
Eu acredito nisso. Acredito que devemos cuidar do nosso corpo mais do que por motivos estéticos. 
Se você não leu meu post de sexta-feira, recomendo que leia porque o que vou falar pra vocês hoje começou com o que relatei lá.
Para lê-lo é só clicar aqui.
Hoje nossa organização será um pouco diferente.
Quero te convidar a organizar seus sentimentos e o que entra em seu coração.
E eu mesma estou neste processo junto com você.
Tantas pessoas falam tanta coisa pra nós e nos fazem tanto mal que devemos usar um filtro para não deixar que certos sentimentos ruins tomem conta do nosso coração.
Algumas vezes é preciso manter distância mesmo. Não é fugir, mas é andar em direção contrária por opção.
Não é fácil esquecer o que fazem contra nós.
Repetindo o que já escutei, perdoar não é esquecer, mas sim, lembrar sem sentir dor.
Este é um processo interessante.
Trabalhar dentro de nós nossos fracassos, nossas decepções, nossas perdas é bem difícil.
Mas como sempre digo, já que temos que passar por isso, que pelo menos tiremos lições positivas, certo?
Eu te sugiro a parar um pouco e parar de fingir que tudo está bem.
Você só precisa de uns 20 minutos. 
Pense em qual sentimento tem se destacado em você.
Quando você pensa no seu dia, na sua semana, como você tem se visto: alegre? Ansioso? Triste? Depressivo? Mal humorado? 
Quando você pára para se descrever, quais palavras você usa?
Você consegue se elogiar? Você se deprecia todo o tempo?
Quais são os acontecimentos que mais te marcaram: os bons ou os ruins?
Quando você pensa sobre seu passado, o que está mais forte? É positivo ou negativo?
Quando você não consegue alguma coisa, qual motivo você dá?
Responda essas perguntas em  sua mente e pense em como você tem levado sua vida.
O que você tem deixado de contagiar?
Quais fatores tem sido mais importantes e que tem influenciado sua jornada?
Você tem colocado os males que as pessoas te causaram como desculpa para suas derrotas?
Você se julga menor que os outros simplesmente porque não consegue enxergar seu potencial?
Agora pense em um plano de ação: o que você pode fazer, diariamente, para que essas lembranças parem de te assombrar, para que seu passado fique no passado e você consiga seguir em frente pra uma nova vida?
Tenho que te falar que certas coisas, as pessoas não podem fazer por você.
Felizmente, ou infelizmente, cabem só a você mesmo.
Tem de vir de dentro e tem de ser um desejo genuíno. Caso contrário, logo morre.
Limpe seu templo e deixe vir à tona o que é bom, o que é verdadeiro, o que é genuíno.
Um abraço
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s