Mais

Nesta semana aprendi que…

Faz um tempo que não posto este assunto aqui no blog, mas algumas coisas precisam ser assimiladas, antes de serem compartilhadas.
Nestas últimas semanas tenho refletido sobre o amor.
E não somente o amor homem-mulher, mas o amor de uma forma geral.
É possível amar e deixar de amar?
Se o amor é paciente, bondoso, não se ira, não arde em ciúmes, tudo crê, tudo espera… é possível deixar de amar alguém?
Refletindo sobre isso tenho dois pensamentos:
1. Ou não conhecemos o amor
2. Ou pensamos que amamos.
Talvez, se tivéssemos realmente amado alguém, com o verdadeiro amor, nunca deixaríamos de amar esse alguém, porque o amor vai gerar ações em mim que jamais me permitirão desistir da pessoa.
Mas, ao mesmo tempo, se nunca conhecemos o amor, não saberíamos se o que sentimos é o real amor.
Dizemos que amamos, mas desistimos. Dizemos que amamos, mas traímos. Dizemos que amamos, mas desconfiamos. Dizemos que amamos, mas exigimos demais.
O que é amor?
Esse amor que praticamos é o verdadeiro amor?
O amor pode ser descartável? Transferido? 
Nestas últimas semanas aprendi que talvez nunca tenha amado ou que não conheço o amor.
Espero não morrer sem aprender esta lição.
E você?
Já conhece o amor? Já viveu o amor?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s