Mais

Dica de viagem: Ouro Preto- MG

Oi!Hoje como podem ver no título, a dica é de viagem.
Tenho de admitir que foi meio repentino e de impulso, o que não é meu perfil.
Eu sempre gosto de planejar, programar até para poder pensar na questão financeira, mas esta viagem surgiu exatamente ao contrário de propósito. Deixe eu explicar melhor.
Eu sempre quis conhecer Ouro Preto. Estava na minha lista de lugares para conhecer.
Gosto de mais de história e Ouro Preto é uma cidade histórica.
Lá é a antiga Vila Rica. Primeira capital de Minas Gerais. Cenário de Tiradentes.
Quando digo que minha ída pra lá aconteceu exatamente ao contrário, é porque eu só fui por causa do preço.
As passagens custaram R$335,00 ida e volta e a pousada, mais salgadinho, custou R$ 480,00.
Primeiro foram compradas as passagens e depois a hospedagem, o que eu realmente não indico.
Quando comecei a procurar hostels, hotéis e afins, tudo estava extremamente caro, pois estava muito em cima. As vagas mais baratas estavam ocupadas.
Cheguei a encontrar diária de R$600,00!! Acreditam?!
Foi muita sorte encontrar por R$160.00! 
Sempre prefiro ficar em hostels por causa do preço, mas todos estavam caros. Só estaria mais em conta se eu dividisse com outras pessoas e eu não estava a fim.
A pousada que escolhi se chama “Pousada São Luis”. 
É gostosinha, básica. Nada que chame muito a atenção. Não recomendo, nem “desrecomendo”rsrsr.
O ponto ruim é que ela fica muito embaixo de uma ladeira, então toda vez que eu tinha de ir para qualquer parte, tinha de subir e era muito cansativo.

 Eu sou um pouco chata com viagens.

Gosto de lugares que ofereçam coisas para fazer e que não sejam muito caras.
Se você ainda não leu meu post sobre Foz do Iguaçú, recomendo que clique nos links abaixo:
O que mais me surpreendeu em Ouro Preto foi que o que mais tem é coisas para fazer, lugares para visitar.
Cheguei na quarta-feira à tarde e voltei sábado à noite. E senti que fiquei o tempo exato que precisava.
Ouro Preto é recomendada para pessoas que gostem de história, de museus e de arte sacra.
A maioria das estátuas, obras de arte e lugares para visitar são religiosos.
Se você não curte este tipo de passeio, independente da religião, pois eu não sou católica, então procure outro lugar.
Outro ponto importante é sua condição física. O lugar é cheio de ladeiras. Para todos os lados. Se tem de surbir na ída, descerá na volta e vice-versa. 
É completamente possível suportar, mas se você estiver fora de forma ou com problema de excesso de peso, sentirá um pouco mais.
Eu, por exemplo, detesto ladeiras, mas acho que valeu a pena ainda assim!
Todo lugar dá ótimas fotos e cada cantinho parece um cenário de filme!
Se você tiver carro ou tiver como alugar um lá, recomendo. Não somente pelas ladeiras, mas porque tem alguns lugares um pouco mais longe, em cidades ao lado que valem a pena conhecer e que dá muito trabalho ou gastos extras se quiser pegar trem ou ônibus.
Para este post não ficar muito grande, vou compartilhar amanhã os pontos turísticos que mais gostei.
Não perca!
Um abraço!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s