Mais

Texto de Quarta

Quero saber porque me deixou aqui fora
quando na verdade fui eu quem te decorei.
Quero entender porque esta gaiola
foi trancada depois que a chave te dei.

Sinto meus dedos se corroendo
e meus ossos virarem pó.
Olho meus pés e já não mais existem.
Só cinzas caídas.
Só na garganta um nó.

Me arrasto perdendo o ar
e sinto o peso do passado em mim.
Meus pulsos sangrando ficam
e meu martírio vai chegando ao fim.

Percebo que neste recinto,
que antes eu cuidei, já não há lugar.
Tratei como se fosse meu,
mas você preferiu outra colocar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s