Mais

Texto de Quarta

E não importa o que me digam ou o que me impeçam que faça,
existe algo dentro de mim que mostra que vivi uma farsa.
Frases ditas que me causavam mal, hoje me trazem renovo
E os fracassos da caminhada não me impedem de viver tudo de novo.
Sinto meu sangue fervendo e minha pele em chamas,
meus pés não mais fugindo e não mais dias na cama.
Sei onde posso ir e onde quero chegar.
Guardo em baldes minhas lágrimas para minha flores regar.
Me despeço dos adeus e digo oi aos recomeços.
Aprendi que nada há de errado em escrever novos enredos.
Rótulos e acusações não falam mais sobre quem sou,
mas revelam a insegurança alheia
ao perceber que ainda em construção não me preocupo com a arte final,
pois dias bons aparecerão assim como os dias maus.
Meus olhos focam no processo, no caminho para chegar ao fim,
pois ao olhar para a caminhada quero ter orgulho de mim.
Levo em meu coração quem merece e largo os pesos ao redor.
Já não sou mais levada como uma pena pelo vento,
Tenho minhas próprias asas, eu me oriento.
Tenho um futuro, deixem-me vivê-lo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s