Mais

Texto de Quarta.

Filipe era um menino engraçado. Não gostava de brincar com seus brinquedos.
Ficava trancado em seus quarto, ou caminhava, ou escrevia, ou lia, mas não queria saber de seus brinquedos.
Aniversário e natal eram suas datas despreferidas.
Ao invés de ganhar o que queria, recebia video game, bola, carrinho, helicóptero de controle remoto e mais um monte de coisas que servia para acumular pó nas prateleiras.
Sua mãe já não sabia o que fazer.
A cada ano ela inovava nos presentes e dava ideias super fantásticas aos amigos e parentes para ver se ele pegava gosto, mas nada adiantava.
Certo dia, Filipe percebeu que sua mãe estava muito aborrecida com ele pois havia comprado um dos carros de corrida mais caros da loja, aquele que todos os seus amigos queriam, e ele nem aí. Então, para colocar um sorriso de volta no rosto de sua querida mamãe, ele resolveu brincar.
Pegava o carrinho e colocava-o no ar, como se tivesse asas. Depois pegou o boneco que tinha vários apetrechos e também colocava-o no ar.
Ao perceber que ele estava brincando, pai, mãe, irmã, tia e tio ficaram olhando admirados pela fresta na porta. Não podiam acreditar que finalmente ele havia gostado de brincar com os bonecos.
O pai todo orgulhoso entrou para brincar com ele. Pegou um outro carro e propos brincar de corrida.
Filipe assustado, não aceitou. E não entendia o que seu pai queria dizer, afinal ele estava brincando de fazenda.
– Mas fazenda, meu filho? Como estes carros todos estão em uma fazenda?- Perguntou o pai.
– Que carros? Estes todos são cavalos. Estão brincando na fazenda à procura de água para se refrescar.- Respondeu Filipe.
Um pouco sem graça, não conseguia ver a lógica de seu filho, mas tentou continuar no jogo.
Então vamos lá! Vamos montar nestes cavalos! E pegou um boneco para entrar no “carro- cavalo”.
– Não! O senhor não sabe brincar! Estes não são homens, são pássaros! Não vê que eles voam?
Um silêncio invadiu o quarto.
Depois de um tempo o pai resolve questionar Filipe:
– Meu filho, por que você não brinca com seus brinquedos da forma que eles realmente são: carro, como carro; boneco como homem, cavalo como cavalo…
– Pai. Assim seria muito fácil. – disse Filipe- As coisas são como são. Mais difícil é transformá-los no que nós quisermos. Assim como no mundo dos livros. Cada um pode ser o que quiser!
Quando se tem criatividade, só é necessário a imaginação!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s