Mais

Dicas para planejar suas compras.

 
Para muitas pessoas, não existe nada melhor que sair para fazer compras!
É cair o salário na conta ou abrir um limite no cartão que parece que o corpo não aguenta e logo vai ao shopping satisfazer o ego.
Parece que tudo o que você vê se torna necessário. Mesmo que você tenha dez mil calças, nenhuma é igual àquela da loja. Aquela lavagem é diferente. Ou é jeans, mas é um jeans diferente. 
Aquele sapato está em promoção! Não importa se você precisa ou não, com aquele preço…fica irresistível!
Um processo que também parece libertador é chegar em casa e rever todos os produtos comprados: fazer uns desfiles com as roupas novas, colocar o óculos de sol liiiindo e postar no face, admirar os pés com aquele sapato super barato que você queria há tanto tempo… É uma terapia, não?
Depois de alguns dias a fatura vem, outras contas chegam e não tem dinheiro nem pras comprinhas que fez no mês passado e muito menos para aquelas compras antigas, parceladas em 12 vezes.
É… você esqueceu das compras anteriores e a fatura que estava grandinha agora está enorme.
Qual a solução? 
Pagar o valor mínimo!
TUDO ERRADO!!
André Malbergier, médico e professor do Departamento de Psiquiatria na Faculdade de Medicina na Universidade de São Paulo, diz a respeito das compras excessivas que “ Existe uma alteração no cérebro ligada à liberação de um neurotransmissor chamado dopamina, que é responsável pela sensação de prazer. Ele faz com que a pessoa, por susceptibilidade biológica ou sociocultural, ao entrar em contato com determinado comportamento ou substância, associe tal estímulo ao prazer e bem-estar que está sentindo e que foi provocado pela maior liberação desse neurotransmissor. No entanto, quando se repete muito tal comportamento ou o uso da droga, a ação da dopamina se esgota, se esvazia rapidamente, a pessoa se sente mal e precisa repetir com mais frequência o estímulo externo para manter minimamente os níveis de dopamina no sistema cerebral de recompensa.”
Fazer compras dá prazer, mas em excesso, só causa prejuízos.
E não caia no erro de pensar que só podem se dar ao luxo das compras, os ricos. Pois até eles, quando em excesso acabam falindo, pois compram por impulso.
Eu não vou te falar para não comprar nunca mais, mas quero te dizer que até para compras de vestuário, acessórios, ou coisas conhecidas como supérfluas, é necessário planejamento.
Vocês devem me achar a louca dos planejamentos, né? rs
Mas é muito importante!
Assim como é necessário fazer lista para ir ao mercado, também é super importante fazer lista de compras das demais coisas principalmente se você  tem filhos, pois sempre aparece algo que chama mais a atenção e, ainda que eles não precisem, querem desesperadamente.

Veja algumas dicas para comprar o que quer, sem se arrepender depois:

– Se for solteiro, indico que faça uma lista com as coisas que você precisa. As coisas que você REALMENTE precisa. Separe por categorias: vestuário, tecnologia, papelaria, etc.
– Nesta lista escreva também por ordem de prioridades. Você sabe que precisa de um chinelo, mas também precisa de um casaco. Estamos em pleno inverno; o que é mais importante? O casaco. Então escreva primeiro. O legal de fazer esta lista é que depois você vai perceber que nem precisa de tudo o que achava que precisava. (Assim espero rsrsrs)
– Se for casado e/ou tiver filhos, sente-se com sua família para ver o que cada um realmente precisa, explique o que é “precisar” e deixe claro que o orçamento tem um limite.
– Incentive-os a também colocarem em ordem de prioridade. Isto vai ensiná-los a refletir sobre suas compras e mostrar que existem compras urgentes e outras que podem esperar.
Saiba em quais lojas quer ir. Os preços variam de região para região. Tanto regiões do país, quanto da cidade. Não vá fazer compras nas lojas mais caras e chiques, mas também não compre naquelas lojinhas que “lavou, encolheu” ou “vestiu, rasgou”, sabe. 
E aí, vem outro ponto super importante:
Defina um valor para estas compras. Não seja exagerado para nenhum dos lados. Nem separe R$ 50,00 nem R$ 500,00. Tudo vai depender do salário da família, mas é necessário mostrar que existem limites e coisas mais importantes.
– Na loja, mostre a diferença de qualidade e de uso para seu filhos. De que adianta comprar uma blusa verde com bolas laranjas que não será utilizada com frequência? Já que as compras estão limitadas, é melhor comprar algo mais prático, que poderá ser bem usado. E como será bastante usada, precisa ter boa qualidade. Caso sobre um dinheirinho em outra oportunidade, talvez compre aquela outra blusa.
– Não caia também em outro erro: abusar do limite do cartão e parcelas em dez mil vezes. Lembre-se que poderão ocorrer emergências e o cartão não poderá ser utilizado se estiver com limite estourado. Parcelar em muitas vezes pode parecer cômodo, mas depois de um tempo dá uma certa tristeza. Você já usou, já está velho, mas as parcelas continuam alí, te visitando todo mês! rs
– Independente de ser solteiro ou ter família, separe um valor para estas compras a fim de evitar o cartão de crédito. Se você já sabe que vai querer fazer compras, parcele a compra para si mesmo! Não sabe o que é isso? Bem, pense no valor que vai querer gastar, por exemplo R$ 300,00 e quando vai querer comprar, por exemplo daqui a 3 meses. Isto quer dizer que até a data você terá de guardar R$ 100,00 por mês. Se não for possível, ao invés de pensar em usar o cartão, você tem duas opções: ou diminua suas compras até caber no orçamento ou estenda o prazo, para conseguir separar o valor até a data da compra.
Agora, a hora que você tanto esperava: e os supérfluos!
E as coisinhas que você sabe que não precisa, mas ainda assim, quer muito? Nunca vai comprar?
Bem, eu vou te ajudar nisto. rs
Tenha uma “wish list“. Uma lista de desejos.
Tenha separadinho uma lista com as coisinhas que você tanto quer, mas não são prioridades. Eu tenho uma listinha cheia delas: maquiagens que não preciso, mas quero conhecer; produtos de cabelo que quero testar, enfim. Escreva em um papel e leve com você. 
Quando estiver com uma folguinha no bolso e achar um preço bacana, compre.
Como não são urgentes, você poderá pesquisar preços, procurar promoções ou guardar dinheiro para pagar a vista e ter um desconto!
Não preciso nem dizer para ter noção, né?
Um Iphone não é bem, um supérfluo barato, então tem de estar em um dos últimos lugares na lista. Precisar de um celular porque o seu quebrou, é uma coisa. Agora querer um iphone porque é super legal e você quer mostrar para os outros, é outra. 
O importante nisto tudo é ter limites e viver de acordo com seu bolso.
Também é essencial ter uma noção correta do que é prioridade.
O que é mais importante: ter coisas caras para mostrar para os outros que não tem nada a ver com sua vida ou ter o essencial e viver sem dores de cabeça porque sabe gerenciar seu dinheiro?
Para os pais, é  importante lembrar que não adianta ensinar seu filho a economizar se ele te olha cheio de dívidas. 
Também não adianta ensinar seu filho o valor das coisas e prioridades se ele te vê gastando só com bobagens.
Seja o exemplo.
Para finalizar, quero colocar uma série de vídeos que coloquei no canal do Youtube, com dicas bem legais para saber gastar seu dinheiro e economizar!
Não consegui colocar o vídeo “5 gastos que valem a pena” aqui no blog, mas clique neste link, que será direcionado!
Espero que goste!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s