Qual o valor da sua palavra?

Estava lendo em uma reportagem o texto que a FIFA escreveu para estrangeiros que virão ao Brasil na época da Copa.
O texto tinha o objetivo de ajudá-los a “entenderem” um pouco mais sobre nossa cultura e evitarem determinadas gafes ou maus entendidos.
Acontece que este texto acabou pegando mal e eles resolveram que irão retirá-loaq do site para não ofender mais os brasileiros.
Que o Brasil não é super bem visto lá fora, eu já sabia.
Já tive a oportunidade de ir a outros países e a ideia dos estrangeiros é bem bizarra em alguns aspectos.
Ler este texto da FIFA me deixou assustada e ao mesmo tempo reflexiva.
Será que o que eles escreveram é mentira?
Será que é verdade?
Esta resposta não cabe a mim.
Apenas quero te levar a uma reflexão.
Uma das partes que mais me assustou foi a que vou traduzir a seguir:
” “Sim” nem sempre significa “sim”.
Brasileiros são pessoas abertas e otimistas e nunca começarão uma frase com “não”.
Existe, porém, graus de afirmações quando eles usam a palavra “sim”. 
Na verdade, para brasileiros “sim” significa “talvez”, então se alguém diz a você “Sim, eu te ligarei de volta” não espere seu telefone tocar nos próximos cinco minutos.”

Uma das coisas que sempre lembra minha mãe é a palavra dela.
Quando ela dizia que iria fazer tal coisa, ela fazia.
E todos os dias da minha vida ela falava do valor da nossa palavra.
Desde confirmar que chegaria em tal lugar no horário determinado até atividades de trabalho, escola, etc.
Cresci com isto tão forte que, hoje, a forma que mais me machuca é quando alguém falta com sua palavra.
Me sinto destroçada.
Quando li que os brasileiros tem fama de mentirosos (convenhamos que foi disso que nos chamaram) fico pensando que somos conhecidos, consequentemente, por não sermos confiáveis.
Muitas pessoas se ofenderam e falaram mal do tal texto, mas… será que eles não estão certos?

Quanto vale sua palavra?
Você cumpre TUDO o que fala?
Você é confiável?
Quantas vezes por dia você mente? E não venha com mentiras brancas, pretas, amarelas ou azuis. Mentira é mentira.
Quando partirmos deste mundo, tudo ficará aqui.
Não seremos lembrados pela nossa conta bancária, pelas roupas que usamos ou pelos bens que tivemos.
Mas com certeza nossas palavras ecoarão nas mentes dos que ficaram.
Como você será lembrado: Aquele mentiroso que vivia dando calote e enganando todo mundo? Ou aquela pessoa que cumpria seus compromissos, suas promessas?
Para as mamães e papais de plantão: Seus filhos aprendem pelo exemplo.
Se você falar que vai dar um presente, dê; como também, se falar que vai deixá-lo de castigo, deixe.
Caso não cumpra, deixará brechas para seu filho perder a confiança em você.
Pense nisso!
Há valores que não inegociáveis! Cumprir sua palavra é um deles!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s