Mais

Indicação de Filme- O Lobo de Wall Street- Parte 1

Oi!! Espero ter aguçado sua curiosidade na Fanpage do blog.
Curta a página para receber sempre as notícias sobre o blog e muito mais!
Se ainda não curtiu, curta agora!

Como avisei, hoje vou postar duas vezes: Na primeira parte vou falar sobre Jordan Belfort. O personagem principal vivido por Leonardo DiCaprio, no filme “O Lobo de Wall Street” e na segunda parte, falarei minha opinião sobre o filme.

Neste post resolvi separar o personagem do filme, pois preciso abordar temas muito importantes que consegui “aprender” com o filme.

Definitivamente Leonardo merece a indicação de melhor ator pois o papel foi incrivelmente bem desempenhado. Tanto as cenas mais leves quanto as mais pesadas são feitas com muita verdade. 
Em uma cena em que ele perde seus movimentos após utilizar drogas me causou espanto e pena.
Não acho que ele vá ganhar o Óscar de melhor ator, mas a indicação foi justa.
Vamos ao que interessa, né?
Separei neste post lições preciosas que consegui absorver do personagem de DiCaprio.
Jordan é um jovem aspirante à vida de riquezas. Recém casado, apaixonado por sua esposa, correto, não usuário de drogas ou álcool, o personagem sonha em ser rico e melhorar de vida.
Na primeira parte do filme a história do “Lobo” é construída. Sua luta de um “simples” cidadão americano, até o criador de sua própria empresa, que vende títulos da bolsa.
Nesta parte 1 quero apenas falar sobre Belfort pois vejo características bem interessantes que merecem ser destacadas.
Jordan sonha com a vida de luxos e riqueza, mas não sonha isso só pra ele. Todo o tempo, influencia seus funcionários a buscar suas ambições. Tanto ajuda aqueles que precisam quanto dá oportunidade para os que passam por dificuldades.
Estes são adjetivos preciosos em uma pessoa.
Outro ponto super incrível é que ele tem o que é necessário para fazer qualquer ideia dar certo: Empreendedor e líder nato, não é do tipo de pessoa que enrola muito para colocar a mão na massa.
Logo que sabe o que quer, corre atrás de pessoas e mostra como deve ser feito.
Não escolhe seus funcionários por sua aparência ou seu histórico de vida. Apenas procura aqueles que vão compreender seu objetivo e executá-lo.
Logo que ele “bomba” com sua empresa notei que consegue mantê-la aquecida e atuante, gerando lucros e produzindo como nunca!
Ele tem empatia e sabe motivar seus funcionários.
Também desperta a admiração deles pois mostra com sua própria vida os resultados que cada um pode alcançar desde que trabalhe.
Seus discursos são cheios de paixão e força.
As cenas em que Jordan Belfort vai ao microfone para falar com sua equipe são as mais acaloradas (Depois das cenas de orgias, lógico). Todos sabiam o que tinham de fazer pois foram bem treinados e se sentiam impelidos a seguirem seu “líder”.
Sua confiança nos coordenadores é clara.
Ele é o típico líder que lidera pelo exemplo, que é o tipo de líder que mais consegue multidões e resultados.
Infelizmente não é muito fácil encontrar este tipo nos dias de hoje… rs
Apesar de retirar alguma lições, não gostei do filme e vocês poderão compreender o porquê no próximo post que sairá hoje mesmo. 
Achei importante separar em duas partes, primeiro para não ficar muito longo, segundo para que vocês entendam que consegui absorver uma parte boa, embora não o considere um filme bom.
Até lá! 😉
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s