Mais

"Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim…"

Talvez você já conheça esta música que usei para dar título ao post de hoje ou talvez você seja mais jovem e não faça ideia de quem é, mas não tem problema.

Apenas quero que entenda o sentido por trás deste trecho tão simples.

Como vocês já sabem estou lendo livros novos… o ruim de achar livros bons é que leio suuuper rápido e depois fica aquele gostinho…e agora? Preciso de mais livros! rsrs
Daí tenho que comprar outros… que por coincidência, também são muuuuito bons! hehehe

Este livro “Start” tem mexido com minha cabeça porque o autor fala exatamente de coisas que me tocam e que me intrigam. Eu chamo de “excelência”, ele chama de “grandeza”.
Outro assunto abordado pelo autor é o medo que as pessoas tem de fazer o que as faz feliz.

Se você ainda não leu o post anterior Vozes na cabeça, creio que seria muito interessante lê-lo, pois vai te ajudar a assimilar alguns pontos deste post.

Primeiro, gostaria de compartilhar com você algumas informações pessoais:
Não é a primeira vez que algumas pessoas que conheço tem reclamado ou relatado situações ruins em seu local de trabalho. Elas falam que não gostam do que fazem e que não aguentam mais trabalhar naquele lugar.
E não são 1 ou 2 pessoas… são muitas… mas eu gosto de escutar! rs

Daí vem a minha “deixa”! rs
Eu adooooro falar sobre isto: o fato de como eu acho importante valorizar mais sua felicidade, fazer o que gosta mais do que preocupar-se com ganhar super bem e só sobrar o prejuízo das contas no fim do mês.

O que me deixa intrigada e, às vezes, irritada é que quando as pessoas vem me procurar, eu não sei ao certo o que elas querem ouvir.
Elas já sabem o que eu vou falar porque me conhecem.
Eu sempre serei a favor da sua felicidade. 
Então sempre falarei para buscar outros rumos, arriscar-se, desafiar-se, priorizar mais que um bom salário no fim do mês. Porém logo no início do meu discurso já tenho interrupções do tipo: “Ah, mas você sabe… as contas estão aí.” ou então ” Infelizmente precisamos do dinheiro para viver” Também já ouvi “Vou diminuir as contas para depois mudar de emprego”. Gente, esta última frase é bem engraçada… afinal você só vai diminuir suas contas se seu salário diminuir. Fora isto, sinto muito…

No fundo no fundo, as pessoas esperam o “apoio do outro” para continuar na mesmice.

Mas tenho uma coisa muito importante pra te falar:
Ou você toma uma decisão ou a decisão toma você! Simples assim…

Quando Jon Acuff fala sobre “grandeza”, ele fala sobre não ficar na média. Não ser medíocre!

                                                                        (Fonte)

Quando ouvimos a palavra “medíocre” nos vem à mente algo horrível.
Xingue alguém de medíocre e a pessoa vai se sentir super ofendida… e deveria… mas ela não sabe o significado ao certo. Pode perguntá-la!

Gente, olha que coisa horrorosa! Medíocre é alguém que está no meio. Que não se destaca. Que é comum!
Que faz parte da maioria! E vem contra tudo o que almejamos.

Todos desejamos ser destacados. Queremos ser reconhecidos!
Já se pegou sonhando acordado com cenas de como você gostaria que seu futuro fosse? Eu faço isto todo o tempo. Isto é saudável! Faz seu coração bater mais forte, seu sangue ferver, sua mente borbulhar em ideias e é aí que vem a parte principal: AÇÃO!

O problema é que tão logo estes sonhos vem à sua mente, tão logo você os abafa e deixa que eles não passem de sonhos. De fantasia.

“Isto é bom de mais pra ser verdade”

Não! Não é!

Por que as pessoas acham que é necessário padecer para conseguirem ser felizes?
Por que as pessoas tem a ideia de que para alcançarem seus sonhos precisam necessariamente sofrer e flagelar-se?

Não digo que certos inconvenientes não farão parte do caminho.
Mas a vida também não é só feita deles.
As dificuldades, as contas, as pendências devem ser apenas detalhes no todo que é SUA VIDA!

Estou conseguindo ser clara?

Por que as pessoas preferem continuar na mesmice do que arriscar, sair da área de conforto e correrem o risco de experimentarem nada mais que… a felicidade plena?

Ser feliz dá trabalho! Se fosse muito fácil não a valorizaríamos!

Espero que sua primeira meta para 2014 seja: BUSCAR SUA FELICIDADE!

Não pense que este é um pensamento egoísta. Você não vai pisar em ninguém para isto!
Pelo contrário, ser feliz vai te ajudar a levantar outros que estão passando pelo que você estava passando antes…rsrs Hoje eu tô confusa nas palavras né?

Mas é que o assunto me empolga tanto, que gostaria que minhas mãos acompanhassem minhas ideias enquanto passam pelo meu cérebro! rs

BUSQUE SER FELIZ! As pessoas que te ama também vão querer sua felicidade e vão te ajudar na caminhada!
Saia da mediocridade. Do mesmo “arroz com feijão”. Não tenha “síndrome de Gabriela” (tema do post e trecho da música de Gal Costa).

Só de pensar que você cresceu assim e vai ser sempre assim me deixa depressiva porque eu SEI que você tem condições de ser muito melhor!

Eu vejo um potencial tão grande que talvez você nunca tenha percebido!
Não se engane buscando o que os outros acham que é melhor pra você, mas seja corajoso o suficiente para fazer suas próprias escolhas!

Você consegue entender o que quero dizer com tudo isto? Ficou muito confuso?
Deixe seu comentário, por favor.
Espero que tenha acrescentado algo pra você.

Bom fim de semana! 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s