Os opostos se atraem… será?

Espero que esteja acompanhando e aproveitando a série de posts sobre Relacionamentos.

As últimas postagens foi sobre Quem devo namorar e sobre O sonho do príncipe encantando e eu recomendo fortemente que você dê uma lida para poder complementar esta postagem de hoje.

Você já deve ter ouvido ou dito: “É por isso que eles estão juntos: Ela é calminha, ele é agitado.” ou “Ele é super tímido e ela é super extrovertida”. E acabamos dizendo que os opostos se atraem.

Será? Isto é uma regra ou uma exceção?

É verdade que quando temos ao nosso lado uma pessoa com características que não temos, acabamos sendo “complementados”. Em certas situações, a pessoa pode nos ajudar a fazer coisas que não conseguiríamos por conta própria!

Existem pessoas diferentes umas das outras, habilidades diferentes, gostos diferentes, comportamentos e personalidades diferentes! E viva a diferença!

E quando estas diferenças são respeitadas e vistas como uma oportunidade de aprendizado só traz coisas boas.

Mas um ponto importante  a refletir é quando acabamos preenchendo nossa “carência” e não nosso “amor” pela pessoa.

Pense um pouco comigo: Você é tímida, seu namorado aparece quebrando todos os gelos em todas as rodas sociais. Você é desorganizada, seu namorado arruma tudo pra você e até sabe onde está cada coisa que você tem. Você é “gastadora” e seu namorado é super contido. Ele acaba te dando dicas de como gastar, quanto gastar, etc.

Você conseguiu ler a cena?

A outra pessoa pode acabar se sentindo desgastada, sempre tendo que “suprir” suas faltas.
O oposto também pode acontecer. Você todo o tempo tendo que suprir as faltas ou deficiências da pessoa ao lado.

Quantos casais você já viu se separar porque um dos dois se sentia desgastado ou cansada de ter de fazer tudo? Eu já ouvi muitos exemplos.

Não use a pessoa como muleta e nem a coloque “em um altar”.
Exemplo: “Nossa! Nunca vou encontrar ninguém como ele! Ele sabe tudo, ele faz tudo, não tem nada que ele não consiga, não tem nenhuma pessoa que ele não conheça; Eu não tenho nada disso”.

Inconscientemente você está dizendo: “Não sou nada, não consigo nada, ninguém presta atenção em mim. Preciso dele para poder “existir”. Sem ele jamais alguém prestará atenção em alguma coisa que faço. Nem sei se seria capaz de fazer algo sem ele ao meu lado”.

A questão de se apaixonar por alguém oposto a você também pode ser baixa auto- estima.
De alguma forma você se garante com alguém. Ou o contrário: excesso de auto- estima. Você precisa de um oposto para não te ofuscar. Para não chamar mais atenção que você ou para “te adorar” e reconhecer o quão incrível você é.

Existem os dois casos.

Enquanto você leu os exemplos acima, aposto que pensou em algum casal que conhece, né?
Não julgue, afinal, o coração do homem é lugar que só Deus conhece, mas reflita sobre tudo isso para não cometer os mesmos erros no seu relacionamento.

Não tenha medo de lidar com seus defeitos e não use alguém para escondê-los.

Tenha coragem para assumir riscos e promover mudanças pessoais. Se você viu em seu namoro que você gostaria de melhorar algo em você, não pense duas vezes! Se é algo para melhor, vamos lá! Faça-o hoje! Agora!

Não se comprometa a fazer algo porque seu namorado pode fazer pra você! Tente fazer algo que antes não conseguia! Isso pode ser super motivador! Você vai acabar amando a sensação de superação! 😉

Não se coloque em posição de inferioridade diante de ninguém, e sim de humildade. 
Você reconhece suas qualidades, mas sabe que também tem defeitos e que pode aprender com as pessoas ao seu lado.

O que mais me vem à mente enquanto escrevo é que muito disso tudo tem a ver com a questão da auto- estima.

Se você está bem consigo mesma, não importa quão cheia de qualidades as pessoas ao seu redor sejam ou quantos defeitos tenham. Você saberá entrar e sair de cada situação de forma maravilhosa.

Você já havia refletido sobre este assunto por este ponto de vista?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s