Mais

Não estou feliz no meu trabalho

Já aconteceu com você de um dia, acordando para ir trabalhar, sentir um desânimo e até vontade de chorar?
Já chegou ao ponto de, no meio do horário de trabalho se questionar: “O que estou fazendo aqui?”

Gente, eu já passei por isso. Já trabalhei em um escritório que eu chorava para ir trabalhar, não queria chegar e quando chegava já queria ir embora. O salário não era ruim, a tarefa não era difícil, mas o ambiente era tão péssimo que me consumia! E, eu sou muito ideológica. Eu acredito que podemos transformar o lugar que estamos. Não importa quão difícil seja, mas neste caso, era tão difícil, mas tão difícil, que não aguentei e pedi pra sair. É isso mesmo.

Mas antes que isso aconteça com você (antes que você se sinta obrigada a pedir demissão), quero te dar algumas dicas.

– Encontre o problema: Está em você? É uma função que não te agrega nada ou que não te desafia? Ou está na empresa? Seu chefe é um ogro, seus companheiros de trabalho são difíceis, etc. Pense bem. Mas pense com sinceridade. A pior coisa é tentar enganar a si mesmo. Se você é do tipo de pessoa que só fica enrolando e reclama que as pessoas pegam no seu pé, seja sincera para admitir que o problema está em você, ok?

– Depois que encontrou onde está o problema, procure soluções. Se é você a causa da insatisfação, pense: procuro alguma dentro da própria empresa vaga que tenha mais a ver com meu perfil? Peço ajuda para fazer algo que não estou conseguindo fazer? Preciso ser mais pró- ativo? O que as pessoas falam de mim ou pra mim são verdade? Analise.
Se está na empresa: Será que vale a pena falar com meu superior? Converso diretamente com a pessoa que tem me feito mal? Apago essas pessoas da memória e começo a ser fria, apenas agindo profissionalmente?

– Algo muito importante: Brasileiro é muito carente e acha que em todos os lugares tem a obrigação de ser melhor amigo de todos. Não é assim! Seja profissional e, se acontecer de ter mais afinidade com alguém, vá com calma antes de declarar “amizade”. Os danos futuros podem ser terríveis!

– Depois reflita: dá pra continuar na mesmo empresa, no mesmo cargo, com as mesmas pessoas? Ou realmente preciso fazer uma mudança total? Tenho condições financeiras de abrir mão deste emprego e seguir procurando outro ou é melhor sair só depois de algo concreto? E outra coisa muito importante: Será que eu sou do tipo que procuro algo ou sou acomodada e acabo me entregando reclamando da vida?

Se você é do tipo acomodada que não faz nada para transformar-se, sinto muito, mas você continuará por muito tempo nesta mesma situação. Então nem reclame. Apenas aceite e busque uma boa distração para os fins de semana. Você vai precisar! rs

Se você é do tipo “mão na massa” vambora que tem algo muito legal esperando por você!

Dedique-se a ser o melhor que não te faltará boas oportunidades, mas não se deprima fazendo algo que não é sua vocação ou em um ambiente que tire seu prazer de fazer o que gosta!

Seja feliz é sempre a melhor dica!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s